Sinpro divulga documentários sobre parceria com MPT na entrega tablets em escolas do DF

Dois documentários disponibilizados no canal do YouTube do Sinpro-DF mostram como uma parceria do Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF) com o Ministério Público do Trabalho (MPT), durante a pandemia do novo coronavírus, mudou a história de centenas de estudantes de escolas públicas da capital do País.

 

São dois minidocumentários (minidocs) que mostram a entrega de tablets em escolas públicas, entre setembro de 2020 e junho de 2021, cujos estudantes foram, praticamente, excluídos do acesso ao direito de estudar por não terem equipamento tecnológico. O Governo do Distrito Federal (GDF) não investiu o dinheiro público na provisão desses instrumentos de inclusão educacional.

 

Muitos(as) estudantes de famílias que vivem na pobreza ou extrema pobreza foram empurrados para a evasão escolar durante a pandemia. Um levantamento da organização “Todos Pela Educação” de dezembro de 2021 indicou que 244 mil crianças de 6 a 14 anos estavam fora da escola no segundo trimestre no Brasil: um aumento de 171% nos índices de evasão escolar.

 

Os minidocs mostram como o Sinpro e o MPT atuaram rápido para driblar essa realidade no Distrito Federal e retratada a união do sindicato com o ministério para distribuir tablets com Internet para estudantes de baixa renda que não tinham acesso às aulas remotas. Os links para os documentários podem ser acessados no final desta matéria.

 

Eles mostram a realidade de três escolas situadas em duas regiões administrativas consideradas duas grandes favelas: Sol Nascente e Cidade Estrutural. O Sol Nascente, por sinal, é apontado como uma das maiores do País e da América Latina. O documentário mostra que a pandemia da covid-19 revelou que, em Sol Nascente, a única presença do Estado é a escola pública.

 

Os tablets distribuídos pelo Sinpro e MPT foram adquiridos com recursos financeiros das empresas condenadas que causaram danos ao erário. No Sol Nascente, a Escola Classe 66 (EC 66) e o Centro de Ensino Fundamental nº 28 (CEF 28) foram contemplados. Na Cidade Estrutural, o Centro de Ensino Fundamental nº 2 (CEF 2) foi o beneficiado pela parceria.

 

As ações dessa parceria também foram documentadas em matérias divulgadas no site do Sinpro por ocasião da entrega dos tablets.

 

Acesse os documentários pelos links a seguir:

 

 

 

Acesse também as matérias publicadas na ocasião

 

90 TABLETES SÃO ENTREGUES PARA ESTUDANTES DO CEF 28 EM CEILÂNDIA

 

O dia que Henrique ganhou um tablet para estudar

 

Mobilização pode garantir tablet e internet para alunos e professores da rede pública

 

Sinpro e MPT entregam tablets aos estudantes do CEF 2 da Estrutural