Por administrador em 09/out/2013

Profissão Professora: Uma profissão que requer constante formação



elvane 200x200“Penso que para a formação do professor, além dos conhecimentos técnicos, bem fundamentados, o fator indispensável a essa formação é o amor à causa, aliado, claro, a afinidade com a profissão e a capacitação”. A opinião é defendida pela professora Elvane Rocha Morato, especialista em Educação e há 02 anos exercendo a função de gestora no Centro de Ensino Fundamental 04 do Guará.

 

Para ela, um dos mandamentos para uma nação chegar ao topo da Educação é cuidar da formação do docente, já que o professor precisa se atualizar sobre conhecimentos tecnológicos, políticos, pedagógicos, éticos e de relacionamentos que surgem com a evolução da sociedade.

 

“Não basta recrutar os melhores. É preciso manter os professores sempre atualizados”, afirma a professora, que acredita que o acúmulo de conhecimento e a atualização são desafios permanentes na vida dos educadores. “A única forma de melhorar resultados é investir na instrução”.

 

Mas a professora ainda lembra que não basta ter especializações para ser um bom profissional. É preciso ainda ser um entusiasta e defensor da profissão que atualmente enfrenta inúmeros desafios. “Quem faz essa opção sabe o quanto ela é importante e indispensável, sobretudo nesta sociedade tão esquecida de valores, de trocas sensíveis que vão além do conhecimento científico e tão necessárias na formação humana. E como toda profissão, a carreira requer compromisso, dedicação, investimento e muito amor”, ressalta Elvane.

 

Existem várias maneiras de criar e disseminar as melhores estratégias de ensino, como tutoria, trabalhos em grupo, cursos sobre as didáticas específicas, entre outros. Em apenas três anos, o Reino Unido conseguiu um aumento de 12% nos índices de alfabetização ao apostar na formação em serviço. Já o Japão coloca professores para apoiar os iniciantes durante dois dias por semana, tudo amparado em lições-modelo.

 

O desafio brasileiro começa em superar as deficiências da formação inicial. “Não é só o aluno que precisa de um bom professor para aprender. O educador também necessita de bons formadores para fazer a diferença na sala de aula”. De acordo com a professora, as faculdades precisam realizar pesquisa sobre as dificuldades e a realidade. “Essa profissão, inegavelmente tão necessária e indispensável, ainda é muito carente de reconhecimento, valor e investimento. Ainda atende a interesses muito particulares, historicamente marcados em nossa educação”, explica.

 

Atualmente, diversos estados brasileiros investem na formação em serviço para melhorar a instrução dos professores. O problema é como isso tem sido feito. “O currículo e o cronograma precisam ser discutidos com os participantes. É necessário casar a teoria do curso com a prática em sala de aula para que a formação seja realmente útil”, destaca a professora.

 

Entretanto, a gestora lembra que não é possível anular um dos pilares mais sólidos do desenvolvimento da educação: idealismo do professor. Esse fator, segundo ela, possibilita a contribuição para a sociedade, preparando as crianças e os jovens para o futuro. “A nossa expectativa tem que ser otimista. Diante de nossa garra e luta em defesa dessa bela e sofrida profissão, percebo que os ganhos e avanços tem sido significativos e que a classe tem conseguido legitimar de forma digna a nossa causa. Sou professora sim, com muito orgulho!”, salienta.

 

Nome: Elvane Rocha Morato

Função: Gestora

Escola: Centro de Ensino Fundamental 04 do Guará

Ver Mais…

Imprimir