Sinpro repudia PL que trata da reforma da previdência de São Paulo

Tomamos conhecimento que está em tramitação o Projeto de Lei nº 621/2016, que trata da reforma da previdência municipal. Tal projeto é rejeitado pelos(as) servidores(as) que realizaram forte mobilização no primeiro semestre deste ano, ainda com João Doria (PSDB) na prefeitura.

No entanto, passadas as eleições, a movimentação para sua aprovação foi retomada e prevê aumento na contribuição dos(as) trabalhadores(as) de 11% para até 14%, podendo chegar a 19%, um verdadeiro confisco na folha de pagamento. Além disso, o PL privatizará parte do sistema de aposentadoria do funcionalismo, com a criação da Sampaprev. Para o funcionalismo público, que sobrevive sem valorização salarial, a renda mensal ficará ainda mais comprometida com o aumento da contribuição.

O Sindicato dos Professores no Distrito Federal repudia essa tentativa do prefeito Bruno Covas de seguir com o projeto sem diálogo, presta total apoio e se une à luta dos(as) trabalhadores(as).

Exigimos a retirada imediata desse projeto e que as entidades do funcionalismo sejam ouvidas.

Todos juntos em defesa da aposentadoria!

Sindicato dos Professores no Distrito Federal – Sinpro-DF

Skip to content