Nota contra atraso de salários dos servidores do GDF

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, entidade representativa de mais de 2,5 milhões de profissionais das escolas públicas do país, à qual são filiados o SINPRO-DF e o SAE-DF, vem a público manifestar indignação pelo atraso de salários da maior parte dos servidores do Governo do Distrito Federal, entre os quais se encontram os professores e os funcionários da educação.
O Distrito Federal é o ente federativo que detém os maiores PIB e receita tributária per capitas do país, incluindo o Fundo Constitucional de mais de R$ 10 bilhões anuais, o que torna inadmissível o atraso no pagamento da folha salarial dos servidores públicos.
Ademais, informações disponíveis no Sistema de Gestão de Ouvidoria do Distrito Federal – SIGO dá conta de que consta disponível nos cofres do GDF mais R$ 1,3 bilhão, quantia suficiente para quitar os pagamentos em atraso do mês de janeiro.
Diante disso, requeremos do governador Rodrigo Rollemberg o imediato pagamento dos salários em atraso aos servidores do GDF, ou a apresentação, também imediata, de calendário para a quitação dos débitos no mais curto prazo de tempo possível.
Os servidores públicos devem ser prioridade em qualquer Governo, e a nova administração do GDF começa seus trabalhos de maneira nada convincente em relação aos compromissos assumidos com os servidores durante a campanha eleitoral.
Brasília, 8 de janeiro de 2015
Diretoria Executiva da CNTE

Skip to content