Por administrador em 30/jul/2013

Sinpro cobra a implementação imediata de mais creches no Distrito Federal



A Secretaria de Mulheres do Sinpro se reuniu na tarde desta terça-feira (30) com a coordenadora de Educação Infantil do GDF, Edna Rodrigues Barroso, para dar prosseguimento à luta por mais creches públicas no Distrito Federal. A implementação de creches gratuitas e de qualidade é uma luta histórica das mulheres brasileiras e o Sindicato dos Professores tem cobrado do Governo do Distrito Federal o cumprimento deste direito constitucional, já que é fundamental a garantia de uma educação pública de qualidade desde o nascimento até a idade adulta.

“Lutamos por creches públicas para garantir às crianças o direito à educação desde a primeira infância, pela autonomia e emancipação da mulher trabalhadora, para contratação de mais profissionais das carreiras magistério através de concursos públicos, além de assistência a demais profissionais da área. Tudo isto porque entendemos que assumir a maternidade deve ser responsabilidade social e não apenas das mulheres, mas dos homens, dos governos e de toda a sociedade”, comenta a coordenadora da Secretaria, Eliceuda França.

Depois de muita luta por parte do Sinpro, o GDF se comprometeu em construir cerca de 50 creches/escolas infantis até 2014, número insuficiente para atender às necessidades das mães e das crianças que aguardam por uma vaga no DF. Essa carência provoca graves problemas a milhares de famílias e reforça uma situação que há muito lutamos para superar: crianças que não usufruem seu direito à educação e mulheres que não tem oportunidade de exercerem seu direito ao trabalho. “A carência de creches públicas no DF agrava a realidade de milhares de famílias que há muito tempo lutam para superar um arranjo social onde crianças da primeira infância ficam sob os cuidados de avós, tias, mães crecheiras particulares, ou pior, quando essas crianças ficam sob os cuidados de outras um pouquinho maiores ou suas mães deixam de trabalhar por falta de políticas públicas”, salienta Neliane Cunha.

Segundo Edna Rodrigues, o governo finaliza o primeiro Centro de Educação da Primeira Infância (CEPI) do DF, em Sobradinho II, e a expectativa é que o Centro seja inaugurado em outubro. O projeto do governo é da construção de vários outros CEPI’s que atenderão, em tempo integral, crianças de 0 a 5 anos: Recanto das Emas 12 unidades, 3 unidades em Brasília, 1 no Gama, 7 em Taguatinga, 3 em Brazlândia, 12 em Ceilândia, 3 em Sobradinho, 8 em Planaltina, 2 no Núcleo Bandeirante, 6 no Guará, 28 em Samambaia, 9 em Santa Maria, 1 no Lago Sul, 2 no Riacho Fundo I, 3 no Lago Norte, 7 em Águas Claras, 1 no Riacho Fundo II, 1 na Estrutural e 3 Sobradinho II.

O Sinpro-DF reafirma sua luta pela implementação imediata de creches públicas, inclusive nas regiões administrativas que não foram apontadas neste mapeamento, além da reivindicação de monitoras e monitores para os CEFI’s e da garantia de duas conquistas da categoria: a Carreira Única e a Gestão Democrática. Dessas bandeiras não abriremos mão!

Imprimir