Por administrador em 07/nov/2013

SEE marca Provinha Brasil para o Dia da Consciência Negra



A Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEE) marcou a data para realização da Provinha Brasil para os dias 19 e 20 de novembro, data em que muitas escolas desenvolvem atividades em comemoração ao Dia da Consciência Negra, celebrado no dia 20. Além de prejudicar vários alunos e alunas, a escolha da SEE nos causa estranheza, já que o Dia da Consciência Negra é assinalado no Calendário Escolar e a Secretaria tinha outras opções de data para marcar a prova. A Provinha Brasil é uma avaliação diagnóstica do nível de alfabetização das crianças matriculadas no segundo ano de escolarização das escolas públicas brasileiras. Essa avaliação acontece em duas etapas, uma no início e a outra ao término do ano letivo.

A Subsecretaria de Educação Básica da SEE alega não ter prazo para tabular os dados se a prova fosse aplicada em outro momento.

Nos últimos anos várias escolas do DF e o Sindicato dos Professores buscaram ampliar as discussões sobre as questões raciais, e várias escolas entraram em contato com o Sinpro se queixando da rigidez da Secretaria de Educação em relação à data da Provinha Brasil.

É importante lembrar que a Lei nº 10.639/2003, que institui o dia 20 de novembro como Dia Nacional da Consciência Negra, foi criada para que se incentivasse o estudo étnico-racial da cultura africano e afro-brasileira, culminando em projetos desenvolvidos pelas escolas com apresentação de trabalhos com esta temática. Por isto estranhamos que a SEE, ao invés de promover o debate da Consciência Negra, marque a Provinha Brasil para esta data, impedindo que as escolas desenvolvam as atividades, já que os professores e os coordenadores precisam estar na aplicação da prova.

Imprimir