Por administrador em 27/ago/2014

Paralisação de terceirizados da Saúde pode ser ampliada nesta quarta (27)



Os trabalhadores terceirizados da área de limpeza e conservação do Hospital de Base de Brasília e da Farmácia do SIA (ligada à Secretaria de Saúde do DF) deverão paralisar totalmente os trabalhos a partir desta quarta-feira (27) caso a empresa Juiz de Fora não pague o auxílio alimentação, atrasado desde o último dia 10. Parte dos trabalhadores já cruzou os braços nesta terça-feira (26), como forma de pressionar a empresa a pagar o direito. Até o fechamento desta matéria, nenhum valor havia sido depositado pela empresa.

De acordo com o Sindiserviços-DF, sindicato que representa a categoria, o desrespeito da Juiz de Fora com os trabalhadores, através do atrasos do pagamento de salários e direitos, é antigo. O Governo do Distrito Federal, que tem outros contratos com a Juiz de Fora além dos firmados para os serviços de limpeza e conservação do Hospital de Base e da Farmácia do SIA, ainda não tomou providência contratual por causa da quebra dos direitos trabalhistas dos terceirizados.
História que se repete
Os trabalhadores terceirizados da área de limpeza e conservação das escolas públicas do DF, ligados à empresa Juiz de Fora, paralisaram as atividades por três dias. O motivo da ação também foi o atraso no pagamento do auxílio alimentação.

No dia 21 deste mês, os trabalhadores ocuparam o pátio da empresa e a representação patronal se viu obrigada a assinar documento se comprometendo a quitar a dívida com todos os seus prestadores de serviços e respeitar os direitos contidos na Convenção Coletiva de Trabalho da categoria e na Consolidação das Leis do Trabalho – CLT. Os trabalhadores já receberam os valores devidos.

Imprimir