Por administrador em 12/maio/2011

CED 310 de Santa Maria leva para ruas a campanha:”Quem bate na escola maltrata muita gente”



Com objetivo de sensibilizar o governo mais de 800 pessoas, entre estudantes, professores, comunidade local e diretores do Sinpro participaram na noite desta terça-feira(10), de uma caminhada de protesto em Santa Maria contra a falta de segurança e contra a violência nas escolas.A campanha criada pelo Sinpro em 2009, com o tema: “Quem bate na escola maltrata muita gente” foi relançada neste ato. O protesto teve início no Centro Educacional 310(CED-310), de Santa Maria Sul. De lá os manifestantes percorreram cerca de 4 quilômetros até a quadra do Centro de Ensino Fundamental 209(CEF-209), para alertar o governo sobre a necessidade de mais investimentos na segurança das escolas.
No último dia 15 de abril, bandidos invadiram a escola e levaram todo equipamento de trabalho dos professores, orientadores, diretores e demais funcionários da escola; como computadores, televisão e equipamentos de som. Até o único filtro de água da escola foi levado.Somente no CED 310, estudam 600 alunos no período noturno que frequentam o terceiro segmento do EJA-Ensino de Jovens de Adultos. A Supervisora Pedagógica da escola, professora Surama Castro disse que os alunos ficaram além de tristes desmotivados com o roubo, já que acabaram sendo prejudicados, já que o material de avaliação estava salvo nos computadores roubados. A aluna Maria das Graças Santana de 54 anos, que faz o 3º ano na escola, fez questão de dizer:” a gente espera que melhore a segurança, roubaram tudo que era o pouco que a gente tinha e aqui dentro da escola, que devia ser um lugar tranquilo, não podemos continuar assim. Tomara que as autoridades vejam nosso protesto e tomem providências para garantir mais segurança”.
O professor Ângelo Balbino, um dos organizadores do evento subiu no carro de som e comandou a mobilização chamando toda comunidade.Além de alunos e professores, os moradores da região também engrossaram a ccaminhada gritando o lema da campanha:”Quem bate na escola maltrata muita gente”. Além da manifestação pacífica, o grupo também entregou um Ofício à Promotoria de Justiça de Santa Maria e outro ao Administrador da cidade, cobrando ações urgentes no reforço da segurança das escolas da cidade.A manifestação foi marcante, já que começou às 19h e terminou somente às 22h30 envolvendo toda comunidade.

Imprimir