Unidade de Internação de Santa Maria inaugura Espaço Literário Sandrox

No último dia 30 de agosto, foi inaugurado o Espaço Literário Sandrox, na Unidade de Internação de Santa Maria (UISM). A sala de leitura, com mobiliário e acervo adequados para atender os estudantes da unidade, é produto direto do clubinho de leitura que se formou na unidade em maio de 2021.

A professora Rejane Matias, idealizadora do clubinho, conta que a ideia surgiu em meio às limitações trazidas pela pandemia da covid-19. “Os jovens ficaram sem o convívio físico com seus familiares, as atividades rotineiras ficaram mais restritas e a permanência trancados em suas celas se ampliou. Para a manutenção da saúde mental desses adolescentes, ficar muitas horas e dias em isolamento, sem informações da família, sem o contato com os colegas pode desencadear uma série de comportamentos de autoagressão e de indisciplina”, lembra a professora. “Diante desse cenário, surgiu a ideia de organizar o clubinho de leitura. Nesse momento, para além dos benefícios pedagógicos de tal estratégia, o objetivo principal era propiciar momentos de acalanto para minimizar as dores da solidão”.

Clubinho de leitura

A iniciativa começou pequena e sem muitas ambições. Os objetivos centrais eram oferecer contato com a leitura e contribuir para a ocupação do tempo dos socioeducandos, em especial, nos fins de semana. As ações do clubinho tiveram início na escola, quando ainda não era possível que os adolescentes levassem livros ou revistas para o módulo. O atendimento não se estendia a todos, apenas às turmas com as quais a professora Rejane trabalhava na disciplina de Língua Portuguesa.

Gradativamente, as demandas dos estudantes cresceram. Alguns apontavam que o tempo na escola não era suficiente para a leitura, e que prefeririam levar o material para os módulos. Alunos de outras turmas também reivindicaram o mesmo direito. Houve negociações com a gerência de segurança e com o diretor da unidade para que se promovessem ajustes na logística, de modo a possibilitar uma boa resposta ao pedido dos estudantes. Rapidamente, o clubinho cresceu e foi necessário criar toda uma estratégia de atendimento, que incluía ficha de adesão e controle de empréstimo e devolução de obras.

Dessa forma, com a ampliação do projeto, a direção da unidade cedeu um espaço maior e com mobiliário apropriado para a construção de uma sala de leitura. Foram recolhidos livros via doações, e recuperados outros que integravam o acervo de um projeto realizado nos anos 2014 e 2015 por um servidor da Secretaria de Justiça (Abdala). O clubinho se consolidava como um espaço de acolhimento e de conhecimento.

Espaço Sandrox

A sala ganhou o nome de Espaço Literário Sandrox, em homenagem ao rapper, produtor musical e arte-educador Alessandro Oliveira, o Sandrox, morto em abril de 2021, aos 40 anos, em decorrência de complicações da covid-19. O artista teve grande influência na cena cultural de Samambaia, e se notabilizou em todo o DF.

“O Sandrox dedicou os dois últimos anos de sua vida ao sistema socioeducativo, transformando trajetórias de vidas de adolescentes em conflito com a lei por meio da arte”, destaca o professor Francisco Celso, que leciona História na UISM. “Seu legado estará permanentemente nas nossas mentes e corações, e também fisicamente no Espaço Literário”, completa.

Desde a última segunda-feira (30), o Espaço Literário Sandrox está aberto à visitação dos adolescentes, disponível às intervenções pedagógicas que os professores desejarem agregar às suas aulas e também aberto a receber doações de livros e revistas. A organização do espaço pede livros de literatura infanto-juvenil em bom estado de conservação. Quem puder contribuir, entre em contato com a professora Rejane, pelo e-mail: profrejane@yahoo.com.br.

Confira um vídeo-homenagem ao Sandrox e sobre a inauguração do espaço.