Sinpro realiza ato contra a violência nas escolas

O Sinpro, juntamente com a comunidade escolar de Santa Maria, realizou um ato contra a violência nas escolas públicas durante a tarde do último domingo (05). A manifestação foi em razão do assassinato do professor Júlio César Barroso de Sousa no dia 30 de abril, no Colégio Estadual Céu Azul, em Valparaíso, e também pelo aumento de casos de violência no interior das escolas. Além de ser coordenador na escola de Valparaíso, Júlio César era professor de contrato temporário no Centro de Ensino Fundamental 209 de Santa Maria.

Familiares, professores(as), estudantes, amigos, parlamentares e diretores do sindicato caminharam do Shopping de Santa Maria até o CEF 209, dando um abraço simbólico na escola em seguida. Durante o trajeto várias pessoas falaram, enfatizando a importância da paz dentro do ambiente escolar.

Para o diretor do Sinpro Hamilton Caiana, o ato tem uma importância muito grande porque o assassinato de um professor dentro da sala de aula tem uma simbologia muito grande. “A escola precisa ser um local de saber e não de violência, onde um aluno aprenda valores, e a morte do professor Júlio César traz à tona o debate sobre a falta de investimento na educação e a vulnerabilidade nas escolas onde trabalhamos hoje. Por isso fazemos a defesa da volta do batalhão escolar nas escolas e de mais investimento ao ensino”, ressalta o diretor.

Skip to content