Sinpro lamenta mortes em creche de Janaúba-MG

A Diretoria Colegiada do Sinpro lamenta a tragédia ocorrida em Janaúba, região localizada ao norte de Minas Gerais, onde sete crianças e uma professora foram brutalmente mortas. Na última quinta-feira (05) um vigia do Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente jogou álcool em várias crianças e nele mesmo e, em seguida, ateou fogo. No momento haviam 75 crianças e 17 funcionários na creche. A professora Helley Abreu Batista, de 43 anos, que tentava salvar as crianças, também foi uma das vítimas desta tragédia.
Em toda sua linha histórica, o Sinpro sempre lutou pelos direitos dos(as) professores(as) e orientadores(as) educacionais, por uma educação pública de qualidade e, também, por um mundo mais justo, igualitário e sem violência. Além de ceifar vidas inocentes, o fato deixa marcado mais uma história triste de violência para a educação.
Diante de tanta violência e intolerância, a sociedade precisa reavaliar seus costumes e valores para que exemplos como o de Minas Gerais e de tantos outros que ocorrem no espaço escolar deixem de existir.
O Sinpro se solidariza com os familiares das vítimas e lamenta mais um caso de agressão e violência que acaba com a morte de pessoas inocentes.

Skip to content