Sinpro inicia reuniões com gestores para debater a Gestão Democrática

Entendendo que a responsabilidade da gestão a partir do processo eleitoral (Gestão Democrática) é de toda a comunidade escolar e que o Sinpro se coloca como parte dela, o sindicato deu início a uma série de reuniões com os(as) gestores(as) nas regiões administrativas do Distrito Federal. Na segunda-feira (17) a diretoria do Sinpro se reuniu com gestores(as) de Taguatinga, Ceilândia, Samambaia e Brazlândia com o propósito de identificar problemas comuns nas escolas. As reuniões serão feitas em todas as cidades.

Um dos objetivos destas reuniões é justamente coletar problemas nas gestões para que a Comissão de Negociação do Sinpro possa tratar com o GDF. Entendemos que muitas das dificuldades encontradas e que infelizmente fazem parte da realidade das escolas estão contempladas na pauta de reivindicações da categoria. Dentre alguns exemplos podemos citar a construção e reforma de escolas; um PDAF adequado para dar melhores condições às unidades escolares; redução de estudantes nas salas de aula; autonomia financeira às escolas, dentre outros itens.

Diante disto e com o intuito de ter um espaço para um debate organizado, com encontros periódicos para tratar destas questões e traçarmos estratégias que resultem em soluções, ao término da reunião em cada cidade o Sinpro fará um seminário da Gestão Democrática e o lançamento do Coletivo de Gestão Democrática, a exemplo dos coletivos da Juventude, de Raça e da Mulher. O coletivo será um espaço onde este debate poderá se aprofundar.

As reuniões e a criação do Coletivo de Gestão Democrática são ferramentas necessárias e importantes para que gestores(as), a comunidade escolar e a categoria possam debater e buscar as melhorias necessárias para que tenhamos uma educação pública de qualidade. Somente com muita luta e com a união de todos(as) garantiremos o respeito à nossa Pauta de Reivindicações e ao magistério público.

Skip to content