Sinpro divulga vídeo sobre a Secretaria de Política Educacional

O sexto vídeo da série sobre as secretarias do Sinpro-DF mostra um pouco da trajetória e da importância da Secretaria de Política Educacional, principalmente nos últimos 3 anos e no período da pandemia da covid-19. A série foi lançada no início de maio e visa a mostrar a relevância e o papel determinante das secretarias da entidade na luta sindical.

“A Secretaria de Política Educacional é o coração desta entidade porque fazer a educação é transformar a realidade, é interferir na educação do Distrito Federal. Esta secretaria tem uma tarefa grande de desenvolver projetos, de pensar a realidade, como, por exemplo, de pensar a situação de um currículo imposto pela Secretaria de Educação do DF ou apresentado pelo governo federal”, afirma Berenice Darc, coordenadora.

Essa importância foi evidenciada neste período em que o Brasil tem vivido o descontrole gerencial de uma pandemia de covid-19 que poderia ter sido objeto de fortalecimento do Estado nacional. Mas não. Ao contrário, o atual governo a usou para destruir a soberania nacional e atacar todos os setores públicos e riquezas nacional. Foi o gancho que usaram para demolir a nação brasileira.

É por isso que, na pandemia, todas as secretarias do Sinpro-DF tiveram sua importância evidenciada e suas ações intensificadas. Contudo, foi na Secretaria de Política Educacional que a entidade denunciou os abusos contra a educação pública. Nesse período, a importância da Secretaria de Política Educacional ficou evidente por meio da atuação do sindicato. Graças a essa e às outras secretarias, o Sinpro desmascarou projetos mercantilistas dos governos federal e distrital, que usaram a crise sanitária da covid-19 para promoverem ataques sem precedentes à educação pública.

Nos 2 anos da pandemia do novo coronavírus, Berenice Darc, coordenadora, Anderson Corrêa e Carlos Maciel, diretores que integram essa secretaria, e a diretoria colegiada, intensificaram como nunca lutas para impedir a demolição completa da educação pública do DF e do País. Foi o momento em que a educação pública sofreu ataques do governo Jair Bolsonaro (PL), o que refletiu no Distrito Federal com a adesão do governo local às políticas privatistas e mercantilistas de educação e que vão desde a mudança no currículo escolar até a retirada de investimento público no setor.

Com a pandemia, o governo neoliberal e neocolonialista ressuscitou debates já superados pela sociedade brasileira e retomaram situações que estavam praticamente resolvidas. A pandemia trouxe, por exemplo, o debate da educação virtual, da evasão escolar e das condições de trabalho.

 

Neste sexto vídeo da série sobre as secretarias, o sindicato mostra a importância da Secretaria de Política Educacional na luta do movimento docente no Distrito Federal nesses últimos 3 anos e, sobretudo, neste momento de pandemia do novo coronavírus em que o País se viu totalmente submerso numa crise sanitária descontrolada, sem gestão pública e usada para atacar a educação e outros setores do Estado nacional. Confira o vídeo: