Sinpro-DF representa categoria na homenagem a Boaventura de Sousa Santos

grandeO Sinpro-DF representou a categoria dos professores do magistério público durante a entrega do título de Cidadão Honorário de Brasília ao sociólogo português Boaventura de Sousa Santos, na manhã desta sexta-feira (28), na III Bienal Brasil do Livro e da Leitura, no Auditório Nelson Rodrigues, no Estádio Mané Garrincha. Rosilene Corrêa, coordenadora da Secretaria de Finanças do sindicato, integrou a Mesa de homenagem.
Além do reconhecimento do papel do professor da Universidade de Coimbra pelo seu trabalho acadêmico e atuação na defesa da democracia, Rosilene disse que estava “orgulhosa por representar a categoria dos professores da rede pública do Distrito Federal nesta justa homenagem”. Ela integrou a Mesa de Homenagem juntamente com o ex-reitor da Universidade de Brasília (UnB), José Geraldo de Sousa Júnior; o reitor do Instituto Federal de Brasília (IFB), Wilson Conciani; Boaventura de Sousa Santos; e o deputado distrital Chico Vigilante.
“Acredito que fazer parte deste momento não é pouca coisa, exatamente nesse momento em que estamos vivendo em nosso país de tantos ataques. Ter a oportunidade de estar aqui, de ouvi-lo, com certeza é um privilégio, e nós precisamos muito disto agora”, disse.
No seu  breve discurso, a diretora do sindicato contou que, ao conversar com o professor Boaventura de Sousa Santos sobre as ocupações das escolas pelos estudantes, em protesto contra a reforma do Ensino Médio, tinha a “certeza da sementinhas que a gente vem plantando para que este país e o mundo vão caminhando na direção que queremos que é a de transformar pessoas e que elas sejam mais solidárias, mais justas: humanas verdadeiramente”.
Reconhecido em todo o mundo pelo trabalho acadêmico e científico sobre globalização, sociologia do direito, epistemologia, democracia e direitos humanos, Boaventura de Sousa Santos irá lançar seu livro “A difícil democracia – Reinventar as esquerdas”, pela Editora Boitempo, neste sábado (29), às 10h, no Auditório Paulo Freire, na sede do Sinpro-DF.
A diretoria colegiada convida a categoria a comparecer ao lançamento e lembra que toda a obra do sociólogo português encontra-se traduzida em espanhol, inglês, italiano, francês, alemão e chinês.

Skip to content