PLC do Espanto provoca prejuízos sem precedentes aos servidores públicos do DF

Se for aprovado na tarde desta terça-feira (5), pelos deputados distritais, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 122/2017, PLC do Espanto,  irá promover, a toque de caixa, uma reforma no regime previdenciário do funcionalismo público do Distrito Federal que irá trazer prejuízos sem precedentes na história do DF aos/às servidores/as públicos/as, sobretudo, para as/os professoras/es.
Diante desse ataque à Previdência dos/as servidores/as públicos/as, a diretoria colegiada do Sinpro-DF convoca toda a categoria a comparecer desde já no ato público, com paralisação, que está sendo realizado, nesta tarde, em frente à Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) contra o PLC do Espanto.
Importante esclarecer que sem a presença da categoria, não há como impedir os parlamentares distritais de aprovarem o PLC do do Espanto em que apresenta uma cláusula de redução do salário líquido dos/as professores/as e orientadores/as educacionais e demais servidores/as públicos/as. o PLC do Espanto não garante o pagamento do reajuste salarial de 2015 e nem o do tíquete-alimentação e cria uma previdência complementar que se o/a servidor/a público/a não morrer antes, irá pagar muito mais.
O PLC do Espanto autoriza o aumento da alíquota da Seguridade Social, reduzindo o salário líquido do/a professor/a em 3%. Uma redução de R$ 160,00 no piso e de R$ 350,00, no mínimo, no teto do salário do magistério. Autoriza-o a retirar bilhões de reais do Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do DF (Iprev), que é superavitário, para gerar recursos financeiros que irão financiar publicidade institucional e muito dinheiro para outras despesas, como o financiamento de helicóptero que, somente em 2017, já consumiu R$ 2 milhões do caixa do GDF, entre outros luxos.
O saque do Iprev significará o colapso das aposentadorias das professoras daqui a cerca de 5 anos e meio, tempo em que o próprio governo Rollemberg prevê que irá durar a gastança do dinheiro a ser sacado. Entenda, a seguir, o PLC do Espanto e não fique em casa: venha para a CLDF fortalecer o ato público que já está acontecendo e irá permanecer durante toda a tarde. Venha, professor/a e orientador/a educacional, lutar contra o fim da sua aposentadoria.

Venha, professor/a e orientador/a educacional, lutar contra o fim da sua aposentadoria.
Entenda a “operação PLC do Espanto”:
1 – Distritais aprovam o PLC do Espanto nesta terça-feira (5) – se não houver resistência de nossa categoria e demais servidores.
2 – Rollemberg saca bilhões de reais das aposentadorias das professoras que estão no Iprev.
3 – O dinheiro cobre o “suposto rombo” dos/as servidores/as que estão vinculados/as ao Fundo Financeiro, os quais foram contratados até 2006. Segundo Rollemberg o Fundo Financeiro é coberto, hoje, pelo caixa geral do GDF.
4 – O caixa geral deixa de destinar recursos para pagamentos de benefícios previdenciários.
5 – O caixa geral fica com uma “folga” mensal de R$ 170 milhões e abastece o helicóptero usado pelo governador.
6 – Deputados distritais e Rollemberg comemoram a aprovação do PLC do Espanto.
7 – Professores continuam indo trabalhar de carro com a gasolina mais cara do mundo e ficam sem direito à aposentadoria.
Ataque aos direitos da categoria docente:
Veja os direitos trabalhistas que o governo Rollemberg não irá pagar com os recursos do Iprev se o PLC do Espanto for aprovado. A Secretaria de Planejamento do GDF já se antecipou e disse que NÃO usará a folga mensal de R$ 170 milhões para:
1 – Reajustar o auxílio-alimentação (há 859 dias sem reajuste).
2 – Pagar a tabela de setembro/2015.
3 – Pagar a pecúnia da licença-prêmio dos/as aposentados/as.
4 – Pagar a isonomia da Lei do PDE/Meta 17; e nem pensar na Meta 20.
Confira os valores dos gastos do governo Rollemberg com alguns luxos:
R$ 175 milhões com propaganda, incluindo aí a última, que tenta convencer a todos e todas de que esse PLC e as mudanças que ele propõe “vai ser boa”
R$ 30 milhões com combustíveis para uso terrestre.
R$ 7 milhões com passagens e diárias.
PROFESSOR/A E ORIENTADOR/A EDUCACIONAL, SOMENTE SUA PRESENÇA IRÁ IMPEDIR MAIS DESMANDOS COM O DINHEIRO DA NOSSA APOSENTADORIA E BARRAR A SUPRESSÃO DESSE DIREITO! VENHA PARA A CLDF!

Skip to content