Servidores de Formosa seguem em greve e com campanha nas ruas

Mesmo após 43 dias de greve, o funcionalismo de Formosa demonstra a força do seu movimento. E para pressionar o governo local a atender suas reivindicações, centenas de trabalhadores, entre dirigentes sindicais e servidores em greve, com apoio de estudantes da Universidade Estadual de Goiás – UEG, participaram de diversos atos na manhã dessa quarta-feira (2).
AjDvoCzh5aVo3T17yrq390DfwA1CXd6wJZqcRKW00hTcAs mobilizações iniciaram às 9h, com ato na Praça Anísio Lôbo. Em seguida, servidores caminharam pelos principais pontos da cidade, dialogando com a população que tem apoiado a causa do funcionalismo visando a qualidade do serviço público.
Os trabalhadores finalizaram a mobilização na praça da prefeitura, onde cartazes com mensagens foram colados na entrada da prefeitura de Formosa, em apoio ao Sinprefor – sindicato que representa a categoria.
Para Nilza Cristina, secretária de formação da CUT Brasília, o movimento tem ganhado força. “A população entende a importância da greve e apoiam o sindicato. A luta sindical é coletiva e depende da participação de todos na busca por melhorias”, disse.
As mobilizações que vêem acontecendo são algumas das alternativas encontradas pelo funcionalismo formosense para manifestar contra a intransigência do governo local, que se recusa em apresentar propostas que contemplem a categoria.
12802870_893427300756362_347171409632397534_nO movimento paredista do funcionalismo de Formosa completa 43 dias e até o memento as propostas apresentadas não atendem as necessidades dos trabalhadores.
A oferta apresentada pela prefeitura local é de um reajuste de 10% aos professores que recebem abaixo de 2 mil reais e 20% de gratificação de periculosidade aos funcionários da Garagem. Para os servidores de outras categorias, como de saúde e administração, não há proposta.
De acordo com Suyenne Borges, secretária geral do Sinprefor, as ações serão ainda mais intensificadas, “Continuaremos firmes na luta com novas mobilizações até conseguirmos resultados positivos”, avaliou a dirigente.
Incansáveis, os servidores realizam o próximo ato nesta sexta-feira (4), na praça da prefeitura às 16h.

Skip to content