SEE: 48 horas de ocupação. CUT Brasília chama militância para reforçar a luta

Já se passaram mais de 48 horas desde o início da ocupação ao gabinete do Secretário de Educação do DF por professores(as) e orientadores(as) educacionais aposentados(as) e diretores do Sinpro. Até o momento, o GDF não se posicionou sobre o pagamento das pecúnias das licenças-prêmio devidas àqueles(as) que se aposentaram após o dia 8 de março de 2016.

Ontem à noite o presidente da Câmara Legislativa, Joe Valle (PDT), a deputada federal Érika Kokay (PT) e o presidente da CUT Brasília, Rodrigo Britto, encontraram-se com os educadores para prestar solidariedade e tentar intermediar o processo de negociação com o governador do DF.


Hoje (2/3), a CUT Brasília divulgou nota nas redes sociais. Confira:
“Companheir@s,
Neste momento, início desta sexta (2), nossas educadoras e educadores do Sindicato dos Professores do Distrito Federal – Sinpro – resistem bravamente na ocupação do prédio da Secretaria de Educação do Distrito Federal, situado no Setor Bancário Norte.
A ocupação que busca garantir abertura de diálogo com o GDF para negociar o pagamento das pecúnias das aposentadas e aposentados, que possui atraso desde março de 2016, corre risco e, neste momento, atingiu alto nível de tensão.
Desta forma, solicitamos que cada companheira e companheiro próximo ao Setor Bancário Norte se dirija ao prédio da Secretaria da Educação do Distrito Federal pois Rollemberg, ao invés de negociar, deverá usar efetivo policial e violência contra nossas aguerridas educadoras e educadores.
Um forte abraço!
Rodrigo Britto
Presidente da CUT Brasília”
A diretoria colegiada do Sinpro reforça a necessidade de os(as) professores(as) em coordenação hoje de manhã ou à tarde, que a façam na sede da SEE, no Edifício Phenícia (Setor Bancário Norte), a fim de fortalecer a luta – que é de todos(as).

Skip to content