Diálogo com Secretaria de Educação está interrompido na atual gestão

O secretário interino de Educação, João Ferraz, se recusa a abrir uma linha de diálogo com o Sindicato dos Professores no Distrito Federal (Sinpro-DF).

Há meses, a diretoria colegiada tenta agendar uma reunião da Mesa de Negociação Permanente, mas o gabinete do secretário não atende ao pedido e, com isso, descumpre o acordo feito com a categoria anteriormente.

Importante destacar que essa falta de diálogo só acontece com o Sinpro-DF. Todas as demais categorias do serviço público distrital estão sendo recebidas pelo governo Ibaneis Rocha (MDB). O atual governo tem ignorado apenas a categoria do magistério público.

Essa recusa também acarreta o descumprimento do acordo que o governador Ibaneis Rocha (MDB) fez ao discutir demandas do dia a dia da categoria, como o cumprimento do Plano de Carreira. Mais ainda, prejudica a prestação do serviço público a uma comunidade escolar com mais de meio milhão de estudantes, milhares de professores(as) e servidores(as) da assistência.

A diretoria colegiada informa que, quando essas reuniões não são realizadas, causam acúmulos de demandas nas escolas públicas do DF e geram transtornos e  contratempos para toda a categoria e estudantes.

A diretoria segue insistindo na retomada dos agendamentos das reuniões ordinárias da Mesa de Negociação Permanente com a equipe responsável pela Pasta.

 

 

O dialogo está interrompido na atual gestão

Skip to content