Secretaria de Cultura inova no estimulo à formação cultural da categoria

O estímulo à natureza artística e cultural sempre foi uma das grandes bandeiras defendidas pela Secretaria de Assuntos Culturais do Sinpro-DF. Desde sua criação, a pasta estimula a formação cultural dos(as) professores(as) e orientadores(as) educacionais com a realização de shows, peças tetrais, encontros, palestras, oficinas e atividades que ofereçam crescimento cultural e entretenimento para a categoria.

Nos últimos três anos, a Secretaria composta pelas diretoras Eliceuda França e Fátima de Almeida, além do diretor Tião Honório, teve que se reinventar devido à pandemia da Covid-19. Além de promover, organizar e coordenar atividades de natureza artística e cultural para a formação cultural da categoria, a pasta se transformou em um importante escape para os momentos de angústia e tristeza passados pelos(as) professores(as) e orientadores(as) educacionais.

No vídeo que compõe a série sobre as atribuições e atuação das secretarias do Sinpro-DF, a coordenadora da Secretaria de Assuntos Culturais , Eliceuda França, avalia que a categoria voltou a sorrir, apesar de tantos problemas. “Neste momento de pandemia, a Secretaria de Cultura foi um escape para toda a categoria. No formato virtual, quando estávamos em isolamento social, promovemos shows, peças, encontros e criamos o coletivo cultural, que por meio da categoria e dos artistas trouxe propostas de trabalho”, ressalta.

A diretora Fátima de Almeida lembra que os últimos anos foram de momentos difíceis, pois houve a “necessidade de lidar com perdas e conviver com as dores, com sofrimento, angústias e frustrações”. “Neste mandato, tivemos um papel estratégico, porque a cultura sempre foi muito importante na vida de todo ser social e político. Mas agora vem com uma força muito grande, porque a cultura vem para cuidar, acalentar, nos animar; para dizer que a gente pode, que a gente consegue.”

Mesmo diante dos obstáculos, a Secretaria de Assuntos Culturais do Sinpro-DF promoveu o Arraial Sinpro Cultural, evento com diálogo com a família de Ariano Suassuna, a Corrida do Sinpro, entre outras atividades que trouxeram alento e esperança. “Um povo sem arte e cultura é um povo fácil de ser esquecido. Temos a capacidade de reafirmar o nosso compromisso com uma educação pública de qualidade, laica, que respeita toda pluralidade de credos e cores”, enfatiza o diretor Tião Honório.

Apesar da dor e das dificuldades, a Secretaria de Assuntos Culturais mostra que é possível caminhar, se reerguer, alcançar tanto os estudantes quanto a categoria, mesmo diante de um cenário difícil.

Assista ao vídeo sobre a atuação da Secretaria de Assuntos Culturais do Sinpro-DF