Rodrigo Rollemberg confirma presença, mas não comparece à sabatina do Metrópoles

O governador Rodrigo Rollemberg (PSB) não compareceu ao último dia da Sabatina com os Candidatos ao GDF, realizada pelo site de notícias Metrópoles, na manhã desta terça-feira (21). Alguns minutos antes das 10h, hora em que ele deveria entrar no ar, juntamente com a equipe de jornalistas do veículo, a assessoria dele avisou do não comparecimento.
O  espaço de 1 hora e 15 minutos em que ele iria responder às perguntas da sabatina e apresentar suas propostas para o Distrito Federal foi preenchida por uma Roda de Conversa com as lideranças sindicais presentes de vários sindicatos do setor da segurança, com o Sinpro-DF e com a CUT Brasília. Contudo, antes de iniciar a Roda de Conversa, a diretora de Redação, Lilian Tahan, leu uma mensagem com severas críticas ao comportamento do governador e à sua gestão no Governo do Distrito Federal (GDF).
“Embora tenha confirmado presença durante as tratativas para o evento e, reafirmado a participação na noite desssa segunda-feira (20), Rollemberg só informou que não viria na manhã desta terça-feira”, disse a diretora de Redação. Na crítica à atitude do governador, Tahan leu que, “com essa atitude, o governador sedimenta sua atitude de descompromisso com os trabalhadores do Distrito Federal. Mais que isso, ao se negar debater ideias, expor propostas, responder a questionamentos, Rollemberg exibe suas faces de covardia e autoritarismo. Rollemberg deixa sem respostas, mais de 120 mil servidores interessados em entender quais os rumos que ele pretende dar ao Distrito Federal, caso ganhe estas eleições”
E continuou: “Também ignora a massa de cidadãos curioso em saber o que ele faria de tão diferente do que fez até agora. Ao evitar ser sabatinado pelo maior veículo digital de maior alcance da capital da República e que se tornou um dos maiores do país, Rollemberg evidencia o tamanho do seu incômodo em ser confrontado a respeito de temas desconfortáveis, mas que são imprescindíveis para a tomada de decisão de eleitores”
No entendimento de Rosilene Corrêa, diretora do Sinpro-DF, o governador perdeu uma grande oportunidade. Para ela, a sabatina é positiva porque revela as intenções de cada candidato. “Às vezes o candidato dá respostas evasivas, mas, mesmo assim, a gente capta o que ele realmente pensa. Após a sabatina a gente vai apresenta-la à categoria e abrir uma discussão sobre cada um dos posicionamentos”, disse.
Rosilene considera lamentável a ausência do candidato Rodrigo Rollemberg. “Ele aparece nas pesquisas como um dos candidatos à reeleição e teve e está tendo uma gestão que está sendo desastrosa. Claro que, de nossa parte, havia um interesse muito grande de ouvir dele o que ele pretende de diferente numa possível gestão futura. Infelizmente, ele perdeu a oportunidade de fazer isso. Eu avalio que ele é quem perdeu”, afirmou a diretora.
Na Roda de Conversa, as lideranças sindicais do setor de segurança pública informaram números e avisaram que o setor foi abandonado. Denunciaram a falta de diálogo com as categorias e a falta de compromisso com os acordos. Os representantes do Sinpol, Sindperícia e Sindicato dos Delegados de Polícia do DF foram unânimes em dizer que Rollemberg abandonou a segurança pública do DF, retirou recursos financeiros e está sucateando as polícias.
Na segunda rodada, O Sinpro-DF e a CUT Brasília, representados respectivamente por Rosilene Corrêa e Rodrigo Rodrigues, lamentaram a presença do governador e também apresentaram os números da educação, mostrando que há sucateamentos intensos rede pública de ensino. Os vídeos com as sabatinas estão no site do Metrópoles. Confira.

Skip to content