Rodoviários param ônibus por mais segurança

Centenas de trabalhadores rodoviários, com o apoio da CUT Brasília, realizaram carreata nesta quarta-feira (28) para reivindicar mais segurança aos motoristas, cobradores e usuários do transporte coletivo do Distrito Federal. A carreata saiu do terminal rodoviário de Samambaia Norte e seguiu até o Batalhão da Polícia Militar, passando pela Administração Regional da cidade.
Após o ato, os rodoviários foram recebidos pelo administrador regional de Samambaia, Claudeci Miranda, e por representantes do 11º Batalhão da Polícia Militar. Ficou acordado que a PM intensificará as blitz na região e disponibilizará uma equipe do batalhão para cuidar especificamente da segurança nos ônibus. Também foi afirmado que será criado um grupo de trabalho com representantes do Sindicato dos Rodoviários, CUT Brasília, PM, administração de Samabaia e usuários de transporte coletivo, que se reunirá todas as sextas-feiras para fazer um balanço das ocorrências durante a semana.
“Vamos avaliar se essas medidas estão gerando resultado positivo. Se os casos de violência continuar acontecendo, vamos realizar outras paralisações para garantir a segurança de trabalhadores e da população”, afirma o dirigente do Sindicato dos Rodoviários do DF e da CUT Brasília, Marcos Junio Nouzinho.
Na última segunda-feira (26), o motorista Jeferson Gomes de Melo, 36 anos, foi esfaqueado no braço, nas costas e no pulso. Ele está internado no Hospital Regional de Ceilândia (HRC) e precisava passar por cirurgia nos ligamentos, para não perder os movimentos da mão.

Skip to content