Reforma da Previdência: lideranças sindicais articulam ações para convencer o Senado a votar contra

A Central Única dos Trabalhadores (CUT), a CNTE, o Sinpro e outras lideranças sindicais participaram de uma reunião junto à bancada do PT nesta quarta-feira (7) para articular ações para convencer o Senado Federal a votar contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 06-G/2019 (Reforma da Previdência), que ainda vai tramitar na Casa. A reunião ocorre horas após a Câmara dos Deputados aprovar, em segundo turno, a Reforma da Previdência.

A ação de convencimento realizado pelo Sinpro juntamente com lideranças sindicais tem como objetivo solicitar aos(às) senadores(as) que o debate seja reaberto para a não aprovação da reforma da Previdência, ou em caso de aprovação, que sejam revistos pontos que a Câmara dos Deputados, de forma equivocada, acabou aprovando, como exemplo os prejuízos para os(as) professores(as).

Nesta quarta-feira (7) estão sendo votados os oito destaques em separado. Sete deles são de partidos de oposição à reforma, mas um dos destaques, que prejudica profundamente professores(as) e servidores(as) públicos(as), é do Partido Novo.

Diante disto é importante que a categoria fique mobilizada. Em caso de necessidade, o Sinpro poderá convocar todos e todas para manifestações contra a reforma da Previdência.

Skip to content