Rede municipal de Maceió define pauta de reivindicação 2015

A luta de 2015 da rede municipal de Maceió de educação já começou. Em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (21), na sede do Sinteal,diretoria e base aprovaram pauta de reivindicações para ser apresentada à SEMED, marcada para o dia 23 de janeiro.

Durante a assembleia, foram feitos informes sobre reformas, na sede e no balneário do Sinteal, e esclarecimentos sobre questões como a implantação do 1/3 de hora-atividade nas escolas, e as dificuldades que estão sendo enfrentadas.

A presidenta Consuelo Correia lembrou que a luta em 2014 pela implantação do percentual de reajuste nacional do piso foi difícil, tendo que chegar a negociação através da justiça. Mas que em 2015 existe disposição para, se for necessário, fazer o enfrentamento e exigir que os gestores cumpram. Ela falou ainda, que existe um fundo federal para ajudar os municípios a cumprir o piso, caso seja solicitado. Mas nenhum se prontifica a abrir as contas e provar que não tem capacidade de pagar.

Além do reajuste, concurso público, condições de trabalho, política de formação continuada, e 1/3 de hora-atividade são pontos definidos na pauta aprovada na assembleia. Ficou marcada uma nova assembleia para o dia 05 de fevereiro, para avaliação e encaminhamento de acordo com o posicionamento apresentado pela SEMED na reunião com o Sinteal, marcada para o dia 23 de janeiro.

Com informações da CNTE

Skip to content