Pressão do Sinpro surte efeito e GDF libera PDAF

O GDF anunciou, na tarde dessa quinta-feira (11/1), o repasse da segunda parcela do Programa de Descentralização Administrativa e Financeira (PDAF) – referente a 2017 – às escolas.
No mesmo dia, dirigentes do Sinpro estiveram na Câmara Legislativa do DF (CLDF), em reunião com o presidente da Casa, Joe Valle.
De acordo com o diretor de Organização e Informática do Sindicato, Júlio Barros, a verba liberada não atende a todas as escolas. “O governo pagou parte desse dinheiro hoje. A informação do GDF é que pagará o PDAF [segunda parcela de 2017] às demais escolas até o dia 15/01, próxima segunda-feira. Já a Portaria da primeira parcela de 2018 será publicada na primeira semana de fevereiro. A partir daí inicia-se a liberação dos recursos. O pagamento da primeira parcela de 2018, diz o governo, está programado para ser liberado entre 22 a 28/2”, afirmou o dirigente
O deputado Joe Valle foi enfático ao afirmar que esta questão não é um favor. “Quando o gestor vai atrás do PDAF é para que a escola esteja prepara para receber os estudantes. Ele se empenhou e criou uma credibilidade junto à comunidade escolar. Esta credibilidade – pessoal e da escola pública – não pode ser quebrada pelo atraso ou não pagamento das parcelas do PDAF””, disse o parlamentar.
Pecúnia – Durante a reunião, o deputado Joe Valle informou que caso seja votada a destinação dos recursos do IPREV no Orçamento de 2018, o GDF pretende utilizar cerca de R$ 250 milhões para quitar dívidas relativas às pecúnias do funcionalismo como um todo. “Se isso realmente acontecer, vou apresentar emenda para que, desse montante, R$ 100 milhões sejam destinados ao pessoal da Educação”, ressaltou.
A votação da destinação dos recursos do IPREV no Orçamento de 2018 está prevista para a próxima segunda-feira (15/1), na CLDF, às 14h30.

Skip to content