Polícia massacra coreografia feminista e movimento cresce no mundo inteiro

Polícias de vários países do mundo têm reprimido, violentamente, uma coreografia criada pelo coletivo feminista chileno Las Tesis para protestar contra o machismo, o patriarcado, a violência contra a mulher e o comportamento da polícia – que inclui estupros – durante as mobilizações que têm ocorrido em todo o Chile.

Com o título “Un Violador En Tu Camino”, música e coreografia se popularizaram em todo o mundo. A música foi traduzida para muitos idiomas, incluindo aí o português brasileiro. No Brasil, o movimento de mulheres têm também realizado a coreografia em atos públicos. Confira a letra, a música e a coreografia no final deste texto.

O coletivo Las Tesis planejava lançar o conteúdo no dia 25 de novembro, Dia Internacional de Eliminação da Violência contra as Mulheres, data em que se inicia a campanha da Organização das Nações Unidas (ONU) intitulada “16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres”.

No entanto, elas anteciparam o lançamento para o dia 18/10 por causa das denúncias de abusos durante os protestos que têm tomado as ruas do Chile contra os resultados das três décadas de neoliberalismo que levou a população à extrema pobreza.

Nas manifestações chilenas, ao menos 23 pessoas já foram assassinadas pelas polícias. O Instituto Nacional de Direitos Humanos diz haver cerca de dois mil feridos e organizações de saúde do Chile afirmam que mais de 280 pessoas tiveram dano ocular grave por disparos de balas de borracha.

A violência, no entanto, não está restrita ao Chile. Na Turquia, segundo a Agência EFE de Notícias e a Mídia Ninja, a polícia dispersou, no domingo (8/12), uma manifestação com cerca de 300 mulheres, em Istambul, que se reuniram para cantar o hino feminista “Un Violador En Tu Camino”.

“A polícia dispersou uma manifestação em que 300 mulheres interpretaram, em turco e em espanhol, a canção do grupo feminista chileno Las Tesis, que nos últimos dias se popularizou como protesto contra a violência machista em numerosos países do mundo, do Peru à Índia”, informam as agências.

Leia também Uma a cada três mulheres no mundo sofre violência

Confira, a seguir, a letra em espanhol e em português e os vídeos com a música e a coreografia:

“Un Violador En Tu Camino”

El patriarcado es un juez

que nos juzga por nacer,

y nuestro castigo

es la violencia que no ves.

El patriarcado es un juez

que nos juzga por nacer,

y nuestro castigo

es la violencia que ya ves.

Es femicidio.

Impunidad para mi asesino.

Es la desaparición.

Es la violación.

Y la culpa no era mía, ni dónde estaba ni cómo vestía.

Y la culpa no era mía, ni dónde estaba ni cómo vestía.

Y la culpa no era mía, ni dónde estaba ni cómo vestía.

Y la culpa no era mía, ni dónde estaba ni cómo vestía.

El violador eras tú.

El violador eres tú.

Son los pacos,

los jueces,

el estado,

el Presidente.

El Estado opresor es un macho violador.

El Estado opresor es un macho violador.

El violador eras tú.

El violador eres tú.

Duerme tranquila, niña inocente,

sin preocuparte del bandolero,

que por tu sueño dulce y sonriente

vela tu amante carabinero.

El violador eres tú.

El violador eres tú.

El violador eres tú.

El violador eres tú.

 

TRADUÇÃO PARA PORTUGUÊS

Um estuprador em seu caminho

O patriarcado é um juiz

que nós julga por nascer,

e nosso castigo

é a violência que você não vê

O patriarcado é um juiz

que nós julga por nascer,

e nosso castigo

é a violência que você já vê

É feminicídio.

Impunidade para meu assassino.

É o desaparecimento.

É o estupro.

E a culpa não era minha, nem onde estava, nem como me vestia.

E a culpa não era minha, nem onde estava, nem como me vestia.

E a culpa não era minha, nem onde estava, nem como me vestia.

E a culpa não era minha, nem onde estava, nem como me vestia.

O estuprador era você. O estuprador é você.

São os policiais,

os juízes,

o Estado,

o Presidente.

O Estado opressor é um macho estuprador.

O Estado opressor é um macho estuprador.

O estuprador é você.

O estuprador é você.

O estuprador é você.

O estuprador é você.

O estuprador era você. O estuprador é você.

Dorme tranquila, menina inocente,

sem preocupar-se com o bandido

que pelo teu sono doce e sorridente

cuida a tua querida polícia.

O estuprador é você.

O estuprador é você.

O estuprador é você.

O estuprador é você.

VÍDEOS

Coreografia feminista 1

 

Coreografia feminista 2

 

 

 

Skip to content