Plano de saúde em pauta

    A Comissão de Negociação do Sinpro se reuniu na tarde dessa terça-feira (16) com o presidente do Instituto de assistência à saúde dos servidores do DF (INAS) Ricardo Perez e sua equipe, para elaborar uma proposta de plano de saúde para os(as) servidores(as) públicos(as) do Distrito Federal. Durante a reunião o Instituto informou que foi feita uma avaliação e que um plano de autogestão pode ser mais viável ao conjunto dos(as) servidores(as). A discussão sobre esse plano já está na fase final de estudos e a previsão é que até maio haja uma avaliação técnica e financeira sobre a aplicabilidade do plano.

    Conforme o governador Ibaneis Rocha havia anunciado em reunião no dia 12 de fevereiro, de que a Educação será a primeira a ser comtemplada, o INAS confirmou o cronograma. Diante disso, os(as) professores(as) e orientadores(as) educacionais serão os primeiros servidores a usufruírem do plano de saúde.

    Apesar do avanço, vale ressaltar que os estudos não estão concluídos e será necessária uma avaliação muito cautelosa para que a categoria não tenha problemas futuros. A proposta é de uma política de prevenção, que se estende aos atendimentos.

    O Sinpro sabe da realidade da categoria, do alto índice de adoecimento, e esta é uma reivindicação antiga do sindicato, embora saibamos que não podemos abrir mão de uma saúde pública de qualidade para todos e todas.

    Para debater os demais pontos da pauta de reivindicações da categoria, está prevista uma reunião do Grupo de Trabalho para a próxima semana.

     

    Greve Nacional da Educação

    Diante de tantos ataques que a classe trabalhadora, sobretudo a Educação vem sofrendo, a CNTE, juntamente com suas entidades afiliadas, deliberou pela Greve Nacional da Educação no dia 15 de maio.

    Todos à luta em defesa de uma educação pública, laica, de qualidade e gratuita.