Obra sobre a vida de Paulo Freire será lançada em novembro

A Editora Vestígio, a Livraria Leitura e o autor Walter Kohan convidam os(as) professores(as) e orientadores(as) educacionais para o lançamento do livro Paulo Freire: Mais do que nunca. O lançamento acontece no dia 5 de novembro, às 19h, no Auditório Paulo Freire, na sede do Sinpro-DF. O autor da obra, professor Walter Kohan, debaterá com os presentes.

A obra

Paulo Freire está hoje no meio de uma acirrada disputa ideológica. O livro Paulo Freire, mais do que nunca – Uma biografia não é um livro sobre a ideologia ou a política partidária de Paulo Freire. É um livro sobre uma política que se encontra numa vida de igualdade, amor, errância e infância.

Paulo Freire: mais do que nunca pode ser lido em pelo menos dois sentidos: o primeiro diz que, no contexto atual da educação e da política brasileiras, é mais importante do que em qualquer outro momento ler, pensar e inspirar-se nas ideias e na vida de Paulo Freire. Nesse sentido, o livro justifica a pretensão de pensar uma política que parta da vida, da igualdade, do amor, da errância e da infância para educar. Num outro sentido, Paulo Freire: mais do que nunca expressa o relevo e a atualidade das ideias do autor num tempo educacional que não passa. Como se a sua vida nos convidasse a um presente que extrapola o tempo cronológico, uma presença presente, nele inspirada. Por isso, o “mais” do título não é um mais de quantidade, mas de intensidade, qualidade, presença no tempo da educação.

Nesse contexto, o livro afirma cinco princípios inspirados na vida de Paulo Freire: a) a vida(como inseparável de qualquer prática educativa); a igualdade (no início, como pressuposto e não como finalidade da educação); o amor (não apenas pelas pessoas, mas pela posição educadora que se ocupa); a errância (no duplo sentido de equivocar-se e de viajar sem um destino predeterminado); a infância (como impulso vital e não apenas idade cronológica).

Walter Omar Kohan é Pós-Doutor em Filosofia pela Universidade de Paris 8. Professor titular da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) do Brasil e da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (FAPERJ), recebeu, em 2008, o Prêmio “Cientista de nosso Estado” na área Educação. Publicou mais de cinqüenta artigos em periódicos especializados e é autor ou organizador de trinta livros, no Brasil e no exterior. Seus textos estão publicados em espanhol, francês, italiano, inglês, finlandês e húngaro, além do português. Entre 1999 e 2001 foi presidente do ICPIC (International Council for Philosophical Inquiry with Children). Participou como conferencista de mais de cem eventos no Brasil e no exterior. Atualmente dirige projeto de pesquisa com alunos de graduação, mestrado e doutorado no Programa de Pós-Graduação em Educação da UERJ e coordena projetos interinstitucionais com universidades de Brasil e da França. Participa em conselhos editorias de diversas publicações acadêmicas internacionais e é co-editor de childhood & philosophy. Principais publicações: Sócrates, el enigma de enseñar (Buenos Aires: Biblos, 2009); Filosofía, la paradoja de aprender y enseñar. (Buenos Aires: Libros del Zorzal, 2008); Infância, estrangeiridade e ignorância (Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2007); Infância. Entre educação e filosofia. Belo Horizonte : Autêntica Editora, 2003); Filosofia na Escola Pública. (Petrópolis, RJ: Vozes, 2000; com Bernardina Leal e Alvaro Ribeiro).

 

Skip to content