Nota de apoio à greve dos servidores em educação de Luziânia (GO)

“Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela tampouco a sociedade muda”,  Paulo Freire
A Central Única dos Trabalhadores de Brasília vem a público manifestar total apoio ao movimento paredista dos servidores em educação de Luziânia (GO) e repudiar o posicionamento intransigente do prefeito do município, que tem se mostrado inflexível para qualquer tipo de debate, prejudicando mais de 18 mil alunos.
Já são 40 dias de muita resistência e mobilização em prol de melhores condições de trabalho e de reajustes salariais garantidos por lei. É inaceitável que a educação, bem público e direito social, seja tratada com tamanho descaso e que uma manifestação tão grande e legítima seja ignorada.
É importante ressaltar que o movimento tem crescido a cada dia, ganhando total apoio, inclusive, da população luzianense. Hoje, 80% dos servidores da educação já aderiram à paralisação e a tendência é que mais trabalhadores se unam para reivindicar um ambiente educacional mais justo e democrático.
A CUT Brasília, enquanto defensora dos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, entende que a educação é o pilar mais importante para mudança de uma sociedade e que toda mobilização por melhorias é justa. Dessa forma, reafirma o seu apoio aos docentes de Luziânia e se põe à inteira disposição para eventuais necessidades.
Força, companheiros!
Somos fortes, somos CUT!

Skip to content