Moção de apoio à greve dos trabalhadores em educação de Lauro de Freitas (BA)

A Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação – CNTE, representa em torno de 4 milhões de profissionais da educação básica do Brasil, possuindo 50 entidades filiadas em todo o país. Defende a educação pública de qualidade, democrática, laica e que respeite seus profissionais.
A categoria dos/as trabalhadores/as em educação de Lauro de Freitas, após inúmeras tentativas de acordo, optou pela greve como último recurso para garantir seus direitos. A Asprolf Sindicato, entidade representante da categoria, sempre se colocou à disposição para negociar e levar os anseios dos/as profissionais da educação para o Poder Executivo.
A CNTE se solidariza aos/às profissionais de educação de Lauro de Freitas reafirmando a luta pela manutenção de direitos, pela democratização da educação, pelo pagamento dos retroativos e das rescisões, pela liberação dos processos administrativos, pelo enquadramento e dedicação exclusiva e pelo não fechamento de escolas.
A CNTE apoia integralmente a luta da Asprolf Sindicato em defesa dos direitos dos/as trabalhadores/as em educação, por salários decentes e condições dignas de trabalho.
A educação precisa ser prioridade também dos governos municipais. Essa primazia passa pela valorização dos seus profissionais, que devem ser tratados com respeito e dignidade.
Por negociações imediatas!
Por educação de qualidade!
Brasília, 08 de março de 2016.
Roberto Franklin de Leão
Presidente

Skip to content