Ministério Público reconhece calendário de reposição

Nesta sexta-feira (28/4) – dia de Greve Geral – a diretoria do Sinpro se reuniu com o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) para que o órgão desse retorno sobre os parâmetros que orientam a reposição das aulas – apresentados pela secretaria de Educação.
O MPDFT reconheceu o calendário de reposição, que se iniciou no dia 22 de abril (com conclusão em 2 de setembro), entendendo assim que o pagamento dos dias não trabalhados em razão da greve deverá ser feito de forma integral. O próximo passo é o MPDFT encaminhar o acordo ao Tribunal de Justiça para homologação.
Na semana passada, houve a primeira reunião, na qual o MPDFT apresentou uma série de exigências que a secretaria de Educação deveria cumprir, solicitando que esses termos fossem postos em documento. Na reunião de hoje, a SEEDF apresentou o documento se comprometendo e mostrando ao MPDFT quais serão os procedimentos que vão garantir a reposição de forma adequada, sem prejuízos à comunidade escolar.
 

Skip to content