Mensagem equivocada circula pelo WhatsApp

Neste final de semana, vários(as) professores(as) e a própria Secretaria de Educação do DF entraram em contato com o Sinpro informando sobre uma mensagem de WhatsApp que circulou no aplicativo. A mensagem, totalmente equivocada, retrata a situação de um professor que recebe uma carta da SEE com um boleto a ser pago, referente a um débito do professor com a secretaria sobre uma dívida do vale-alimentação.

O Sinpro esclarece que neste caso específico não se trata de golpe. As secretarias de Educação, de Fazenda, a Procuradoria do DF e os órgãos do GDF eventualmente encaminham correspondência e boletos para seus servidores quando há a necessidade. Neste caso, o boleto é referente a um débito que o professor tem com a SEE por ter recebido em dobro o benefício entre maio e dezembro de 2002.

Provavelmente o professor não foi localizado pela secretaria no tempo administrativo necessário para se manifestar contrário ao débito, o processo foi concluído, gerando esta dívida. Quem recebeu este WhatsApp deve desconsiderar.

O sindicato orienta que mesmo sendo normal do GDF o envio de boleto, é importante que o professor antes de pagar vá pessoalmente ao setor responsável para verificar e confirmar a origem do débito.

 

Em tempo

O assunto de devolução de vale-alimentação por ter recebido na maioria das vezes na matrícula do efetivo junto com a matrícula do temporário, ou da matrícula do efeito junto com outra de efetivo no início dos anos 2000 já foi objeto de discussão do Sinpro na Justiça. Portanto, aproveitando a ocasião, o Sinpro informa que quem vier a receber cobrança de devolução de valores referente a ticket alimentação deve procurar o departamento jurídico do sindicato.

O Sinpro, como já anunciou outras vezes, não encaminha boletos por e-mails ou cartas para que sejam pagos pelos professores para que seus processos judiciais sejam encaminhados. Estes procedimentos do nosso departamento jurídico são sempre tratados pessoalmente. Quando há necessidade de tratativas com esta finalidade, o professor é chamado a comparecer à sede ou às subsedes do sindicato.

 

Skip to content