Luta da categoria garante a posse dos 821 professores nomeados

Após intensa luta e mobilização da categoria e da diretoria do Sinpro, o GDF anunciou a posse dos 821 professores(as) que haviam sido nomeados(as) no dia 6 de março de 2020 – a posse foi suspensa em função da pandemia da COVID-19 e dos decretos que o GDF emitiu ao longo deste período. A informação foi dada ao longo dessa sexta-feira (26) e confirmada em reunião entre o sindicato e o secretário de Educação Leandro Cruz na parte da tarde. O encontro contou com a participação de professores(as) que fazem parte do grupo de nomeados(as).

Com a troca de titular na SEE, no início da semana o Sinpro apresentou ao novo secretário a necessidade de providenciar medidas que pudessem garantir a posse dos(as) 821 concursados(as), tendo em vista que as aulas já estavam ocorrendo e contratações temporárias de professores(as) também estavam acontecendo. Além desta justificativa, o sindicato argumentou que vários(as) educadores(as) têm se aposentado, mesmo durante o período de pandemia, o que gera para as turmas que eles ministravam aulas uma carência de docentes para administrar as aulas nesta fase de aulas remotas.

O GDF anunciou que tomará as providências administrativas necessárias para viabilizar a posse. O secretário Leandro Cruz encaminhará ao governo um documento solicitando que torne sem efeito o decreto que suspendeu a posse, e a partir disto o governo vai procurar as vias legais para o atendimento da perícia médica. O GDF também divulgará um cronograma de posse, para que os(as) concursados(as) possam providenciar documentações e exames necessários, respeitando sempre a classificação do concurso.

 

Fortalecimento do magistério público

Com a posse destes 821 professores(as) para a rede pública de ensino do Distrito Federal, a carreira magistério do DF se fortalece, uma vez que ao longo dos últimos anos mais de mil educadores(as) se aposentaram. Portanto, cabe ao GDF fazer uma avaliação e convocação de mais professores(as), uma vez que a rede pública precisa de mais do que este grupo que está encaminhado para a posse.

O concurso de 2016 ainda possui concursados(as) aguardando as convocações, que precisam acontecer para que a rede possa substituir, conforme a Constituição determina, as vagas de professores(as) que estão se aposentando. Uma de nossas cobranças é justamente a nomeação dos(as) demais educadores(as) que ainda estão no cadastro reserva, de forma que zere este cadastro e fortaleça o magistério público.

Skip to content