Liminar do Tribunal de Justiça do DF proíbe parcelamento de salários

Logo após sofrer mais uma derrota, desta vez com a suspensão da votação do Projeto de Lei Complementar (PLC) 122/2017, o PLC do Espanto, o Governo do Distrito Federal anunciou durante a tarde desta terça-feira (05) que parcelará os salários dos servidores públicos. Além de um total e completo desrespeito com o(a) trabalhador(a), o governador Rollemberg (PSB) demonstra completo desconhecimento da lei e das decisões judiciais.
No dia 25 de agosto, a 5ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal, no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT), bateu o martelo a favor da ação do Sinpro-DF contra o parcelamento dos salários. A decisão foi publicada um dia após o sindicato entrar com a ação na Justiça contra o GDF. A ação contra o parcelamento foi ajuizada no dia anterior, sob o número 0709083-80.2017.8.07.0018.
Mais uma vez o governo age de forma intransigente e desrespeitosa, uma vez que tenta punir os servidores após ver sua política neoliberal e seu pacote de maldades caírem por terra.
A diretoria do Sinpro afirma que a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça do DF está valendo, fato que impede o governo de parcelar salários. Apesar da vitória, a categoria deve permanecer atenta e mobilizada para o desenrolar da votação do PLC do Espanto.
Uma nova onda de mobilização virtual já está sendo organizada pelo Sinpro.
 
Confira a matéria que fala sobre a liminar que proíbe parcelamento de salários.

Skip to content