GTPA Forúm EJA-DF e Cepafre celebram 30 anos de história

Neste sábado (26), acontecerá uma festa em homenagem aos 30 anos do Centro de Educação Paulo Freire de Ceilândia (Cepafre) e do Grupo de Trabalho Pró- Alfabetização de Jovens, Adultos  e Idosos Trabalhadores do Distrito Federal (GTPA Forúm EJA-DF).

O evento acontecerá a partir das 19h na Casa do Cantador, em Ceilândia e segundo os organizadores o encontro é também uma celebração política de resistência.

O Grupo de Trabalho Pró-Alfabetização do Distrito Federal – GTPA nasceu em 20 de outubro de 1989, constituído sob o princípio da educação libertadora de Paulo Freire como um espaço político criado, inicialmente, para contribuir na construção da política de Alfabetização de Jovens e Adultos.

Desde sua constituição, o GTPA assume um papel articulador político da Educação de Jovens, Adultos e Idosos Trabalhadores (EJAIT) no Distrito Federal, entendendo a demanda social como problema estrutural da sociedade capitalista de alta concentração de renda.

Atualmente, o GTPA-Fórum EJA/DF integra o Fórum Nacional de Redução das Desigualdades (FNRDS) com mais 30 entidades de âmbito nacional e local e contribuí para o aprofundamento da educação.

Para Maria Luiza, integrante do GTPA – Fórum EJA, é fundamental celebrar os 30 anos de um movimento social que tem vencido conjunturas. “Temos alcançado inúmeras vitorias, sobretudo, resistido aos ataques à soberania, à democracia e aos direitos dos trabalhadores e seguido firme na luta por uma educação de qualidade e socialmente referenciada para todos”.

Já para Maria Madalena Tôrres, integrante do Centro Educação Paulo Freire de Ceilândia (Cepafre) e também do GTPA explica que em três décadas de atuação, mais de 15 mil pessoas foram alfabetização em Ceilândia graças a esse trabalho realizado. “São 30 anos de um trabalho duro que tem colhido os louros do sucesso. Por isso, esta é comemoração é coletiva com educadores, educandos, associados, doadores, simpatizantes e parceiros”, concluiu.

Skip to content