Governo Rollemberg despreza projetos pedagógicos nas escolas

Não é difícil achar na internet várias escolas públicas do DF fazendo campanhas para angariar recursos para que seus alunos possam participar de feiras, mostras científicas no Brasil e exterior, seja apenas para concorrer a uma premiação ou para simplesmente recebê-la.
As populares “vaquinhas” são necessárias, pois o governo de Rollemberg não tem nenhuma política de fomento para que estes estudantes, que representam o DF, possam garantir a presença nestes eventos, em que a presença dos mesmos é fundamental.
“Hoje temos vários estudantes apresentando projetos e sendo premiados nacionalmente. O (a) aluno (a) é premiado (a), a própria escola necessita ter recurso para levá-lo(a) para receber a premiação, que muitas vezes é fora do DF. Então, as escolas precisam buscar alternativas para buscarem esses recursos, pois o governo se omite”, diz Berenice D’arc Jacinto, diretora do Sinpro.
A diretora endossa que “apesar de o Rollemberg dar as costas, as escolas fazem ótimos projetos, muito interessantes pedagogicamente e que são imprescindíveis para a qualidade da educação, mas que não são valorizados pelo GDF”.
Este é mais um exemplo de como este governo não se importa e não prioriza a educação pública.
 

Skip to content