Fake News da Secretaria de Educação

O Sinpro promoveu nesta segunda-feira (29), durante o horário de intervalo, uma panfletagem nas seis escolas que estão na lista da militarização, debatendo com os estudantes a política arbitrária da intervenção militar nas escolas públicas do Distrito Federal. Ao contrário da informação publicada no Twitter do secretário de Educação Rafael Parente, de que o sindicato, juntamente com o diretor do Gisno, estaria suspendendo as aulas para orientar os estudantes a votarem contra o projeto de gestão compartilhada, a diretoria do Sinpro afirma que as denúncias são totalmente mentirosas e que o debate foi realizado durante o intervalo justamente para não acarretar nenhum tipo de prejuízo aos estudantes.
Em resposta ao Twitter do secretário, o sindicato afirma que a informação se trata de uma Fake News com origem na Secretaria de Educação.

Skip to content