Estudantes são presos e algemados por ocuparem escola no Tocantins

A direção do colégio, contrária ao processo de ocupação, orientou que os policias seguissem com a prisão arbitrária.
Segundo informações da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes) e da União Nacional dos Estudantes (UNE), já são mais de 1.100 escolas e 102 universidades ocupadas em todo o país. Os estudantes reivindicam a imediata revogação da PEC 241 e a Medida Provisória do Ensino Médio, medidas adotadas pelo governo Temer que congelarão e precarizarão o ensino público brasileiro.

A Ubes denunciou que escolas em Goiás e no Paraná também estão sofrendo retaliações por parte da Polícia Mílitar.
A deputada federal Jandira Feghali, (PCdoB-RJ) comentou a respeito da prisão ilegal. “Os estudantes estão em luta com muita razão e legitimidade, eles querem a escola deles qualificada, com estrutura e funcionando com diversidade e pluralidade, para formar cidadãos e não robôs. A luta contra a MP do ensino médio é justa”, destacou a parlamentar.
Skip to content