Em assembleia, vigilantes decidem manter a greve

Mais uma vez, vigilantes do Distrito Federal mostram unidade durante assembleia realizada no final da tarde desta terça (6). Por unanimidade, trabalhadores e trabalhadoras decidiram permanecer na luta contra a retirada de direitos e a intransigência dos patrões.
A greve continua, motivada pela irresponsabilidade do sindicato patronal que tenta implantar a todo custo a reforma trabalhista na convenção coletiva, além de se negar a atender às reivindicações da categoria de manter a decisão judicial de 2017, aplicar o mesmo índice de aumento dado aos profissionais de asseio e conservação (3,1%) e preservar o plano de saúde e o ticket alimentação.
Uma nova assembleia foi marcada para a quarta-feira (7) e, caso não haja recuo por parte dos patrões, o movimento paredista promete continuar.

Skip to content