Educadores começam hoje em BH a debater a educação pública na América Latina

Educadores latino-americanos começam a debater, nesta segunda-feira (13/11), as temáticas sobre o papel da educação pública e dos sindicatos na melhoria do ensino público no Brasil e 18 países da América Latina. São mais de 700 participantes, incluindo os representantes dos 50 sindicatos afiliados à Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). O evento acontece nas dependências do Actuall Hotel, em Belo Horizonte (MG).
Hoje iniciam-se as reuniões sobre “A Educação Pública e os Direitos LGBTI” e “Povos Indígenas”. Também começa o Encontro da Rede de Trabalhadoras da Educação, que vai tratar da temática “Mulher, Política e Poder”. A professora Eleonora Menecucci, ex-ministra de Políticas para as Mulheres da Presidência da República no governo da presidenta Dilma Rousseff, fará a palestra de abertura com o tema “Mulher e Poder Político”.
Na terça (14/11), além de continuar os debates com as temáticas de hoje, também acontecem as reuniões para discutir a “Educação Infantil como Direito e Política de Estado” e “Educação Superior”. Todas as discussões vão contar com palestrantes e debatedores do Brasil, dos países Latinos, dos Estados Unidos e Europa. Ainda no dia 14, ocorre a reunião de cúpula da Internacional da Educação para América Latina (IEAL).
O evento é organizado pela IEAL, em conjunto com a CNTE, e com o apoio de Larärforbundet, da Suécia, e Utdannings Forbundet, da Noruega. Nos 15 a 17 inicia o IV Encontro do Movimento Pedagógico Latino-Americano, com o tema “Democracia e Resistência: Educação Pública em Luta”.

Skip to content