Dia do Orientador Educacional: ainda há muito que lutar

No dia 4 de dezembro, a rede pública de ensino do Distrito Federal comemora o Dia do Pedagogo(a) Orientador(a) Educacional. Embora seja uma data de grande importância para a educação como um todo, o profissional ainda tem muitos desafios pela frente e muito que conquistar.
O(a) orientador(a) tem um importante papel dentro da escola. Ao lado do(a) diretor(a), do(a) coordenador(a) pedagógico(a), do professor(a) e demais membros da equipe escolar, é parte integrante da gestão escolar e um dos principais responsáveis pelo desenvolvimento integral de cada estudante, contribuindo para a formação de um cidadão crítico e participativo na sociedade, como também preparando para o mundo do trabalho. Mesmo diante disto o Governo do Distrito Federal não nomeia os concursados e ainda não valoriza o profissional enquanto integrante da carreira do magistério público. O descaso do GDF é notório, uma vez que mais de 200 escolas não tem nenhum orientador.
A diretoria colegiada do Sinpro-DF tem travado um luta permanente pelo fortalecimento desse importante segmento da categoria. Atualmente, por exemplo, está com a campanha “Convocação Já”, exigindo do GDF a imediata convocação dos concursados e outras reivindicações específicas dos orientadores educacionais. O Plano de Carreira do magistério público estabelece que é necessário 1.200 orientadores nas escolas públicas do DF, fato que está sendo desrespeitado pelo governo Rollemberg.
Segundo o diretor do Sinpro Luciano Matos, uma das pautas do sindicato é a convocação de mais orientadores educacionais. “No concurso público de 2014, ao todo 1.058 profissionais da área foram classificados. Deste total, 52 foram convocados pelo governo e apenas 45 foram nomeados, ou seja, o GDF não cumpriu o que preconiza o edital, que deveria ter sido a convocação de 50 orientadores”, afirma Luciano.
A falta desses profissionais acarreta uma série de problemas, que perpassam desde o prejuízo aos estudantes à sobrecarga de trabalho acarretando o adoecimento desse profissional. “É diante disso que exigimos a contratação de mais orientadores, pois a escolarização do estudante vai além da sala de aula. Será sempre por meio da luta que conseguiremos mais convocações”, afirma o diretor do Sinpro.
 
Déficit de 520 orientadores na rede pública
Atualmente, segundo dados oficiais, há mais de 520 vacâncias na rede pública de ensino. Todavia, a diretoria colegiada do Sinpro-DF afirma que, com as aposentadorias ocorridas nos últimos 5 anos, esse número pode aumentar ainda mais. “O GDF só nomeou 45 orientadores até hoje. A validade do concurso já foi prorrogada uma vez por mais 2 anos e nada. Como irão garantir um orientador para cada 500 estudantes como determina essa portaria?”, questiona Meg Guimarães, orientadora educacional, diretora do Sinpro-DF e vice-presidente da CUT Brasília.
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) também luta para que uma das reivindicações históricas dos orientadores educacionais seja materializada: a luta pelo direito à aposentadoria especial, assim como ocorre com os professores. Trata-se de uma luta nacional, visto que o orientador ficou de fora por uma decisão equivocada do Supremo Tribunal Federal (STF). “A evolução da orientação educacional se deve à luta da categoria no passado. Nós, da diretoria colegiada do Sinpro-DF, entendemos que essa luta deve ser fortalecida para que, em vez de regredir, avancemos. E isso só irá acontecer se estivermos mobilizados e unificados, participantes e atuantes nas ações e atividades desenvolvidas pelo nosso sindicato. Orientador e orientadora, precisamos estar juntos e unidos nesse combate contra a retirada de direitos”, finaliza a diretora Meg Guimarães.
Confraternização em comemoração ao Dia do(a) Orientador(a)
No dia 4 de dezembro é celebrado o Dia do(a) Orientador(a) Educacional e, para comemorar esta data tão especial, a diretoria colegiada do Sinpro-DF tem a honra de convidar todos(as) orientadores e orientadoras para um almoço de confraternização.
A atividade acontecerá no dia (7/12), a partir das 10h30, na Chácara do Professor, em Brazlândia.
No dia da comemoração, o sindicato disponibilizará transporte à categoria.  Um ônibus sairá do Taguaparque, às 09h30.
OBS: Para participar do almoço de confraternização, o(a) orientador(a) educacional deverá confirmar presença até o dia (06/12) pelo site do Sinpro.
Venha celebrar o seu dia!
Clique aqui e confirme sua presença.
Mais informações – Luciano (99816-1148) e Meg (99241-5053)

Skip to content