Sinpro-DF comemora os 37 anos de lutas e conquistas da CUT

“A CUT somos nós, nossa vez e nossa voz!” Esse é o jargão cantado durante décadas pelos trabalhadores ligados aos sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores (CUT). Fundada, em 28 de agosto de 1983, por vários setores da classe trabalhadora, ela é exatamente isso: a vez e a voz dessa classe.
 
A CUT é a maior experiência de organização dos trabalhadores na América Latina. É a quinta central sindical do mundo e a maior da América Latina. Ela foi fundada na resistência à ditadura militar, na luta contra a opressão, em defesa da democracia, na reorganização dos trabalhadores do ponto de vista de lutar contra uma legislação oficial, organizou várias categorias. Começou ganhando as oposições sindicais, a partir daí, ganhando eleições nos sindicatos e, nessa luta, na resistência, ela foi crescendo e se transformou no que a CUT é hoje.
 
Não se fala em luta de trabalhadores(as) brasileiros(as) sem citar a CUT. Do ponto de vista da educação, esse é um dos setores mais organizados que compõem a Central com grandes entidades sindicais que defendem uma educação pública, gratuita, de qualidade socialmente referenciadas, laica, para todos e todas. No cenário político que o Brasil vive hoje, neste regime de exceção, na luta contra o fascismo e contra a cassação de direitos sociais, que levamos muito tempo para conquistar, a CUT está presente em todas essas lutas. 
 
 A CUT teve e tem papel fundamental na educação, sobretudo o de aglutinar o conjunto de professores e professoras, orientadores e orientadoras educacionais dos vários estados, municípios e Distrito Federal para ter uma atuação mais forte e coesa local e nacionalmente, quer seja no fortalecimento dos sindicatos de base, nas unidades da Federação, ou no da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE).
 
A diretoria colegiada do Sinpro-DF parabeniza aos sindicatos filiados à Central pela construção desta entidade que, há 37 anos, defende, intransigentemente, os interesses das categorias, a democracia e a soberania econômica do Brasil e os direitos formalizados na Constituição Federal e nas leis. Faz coro com a Diretoria Executiva da CUT para lembrar que a Central foi “criada sob a concepção de liberdade e autonomia sindical para defender os interesses imediatos e históricos dos trabalhadoras”.
 
A CUT é um alicerce que fortalece a união e a unidade da educação. Além disso, é fundamental na contribuição dos debates teóricos sobre a importância da educação para a transformação social e o desenvolvimento do nosso País. Ela é o esteio da luta de classes das últimas décadas, no sentido de mobilizar o conjunto da classe trabalhadora para fortalecer as demandas da educação. Neste momento sombrio que o Brasil vive, é cada vez mais importante fortalecer a nossa central, os nossos sindicatos filiados para que a gente consiga, realmente, construir uma resistência para derrotar o fascismo que está instalado no Brasil. 
 
A educação tem, portanto, uma fatia estratégica nessa construção. Basta ver seu protagonismo e o da CUT nas lutas contra as sucessivas e cada vez mais fortes tentativas de desconstrução subjetiva da nação brasileira e o desmonte do Estado nacional nos seus aspectos econômico, social, educacional, religioso etc. Nesse processo de defesa da soberania, dos serviços públicos, dos direitos trabalhistas, sociais, fundamentais e todos os direitos constituídos na Constituição Federal, entre outros que constroem o Estado brasileiro, a Central se destaca também na defesa da democracia e na independência econômica do Brasil.
 
Diante dessa trajetória grandiosa, a diretoria colegiada do Sinpro-DF comemora os 37 anos da CUT, lembrando a importância da Central na história recente da luta de classes no Brasil e do seu protagonismo na derrubada da ditadura militar e toda e qualquer forma de autoritarismos. Tem orgulho de ressaltar que o Sinpro-DF é parte importante dessa construção e protagonista do processo de libertação da classe trabalhadora e da defesa da educação histórica de uma educação pública, gratuita, laica, inclusiva, emancipadora, libertadora e socialmente referenciada.
 
Como sindicato de base, filiado à CUT e à CNTE, o Sinpro-DF desempenha um dos principais papeis na cimentação e fortalecimento dessa luta, articulado local e nacionalmente. Enquanto sindicato de base da CUT e da CNTE, o Sinpro-DF tem, teve e terá papel estratégico na luta de classe seja do ponto de vista dos trabalhadores da própria educação seja na importância temática da educação para o desenvolvimento do Brasil com base em um modelo incluente, democrático e participativo, sobretudo nos momentos de enfrentamento ao autoritarismo, ao neofascismo e ao neoliberalismo em curso pelas mãos de um governo genocida, autoritário, como é o de Jair Bolsonaro.
 
O Sinpro-DF se une à CUT para comemorar seus 37 anos e reafirmar os seus princípios e compromissos e convida a categoria para a festa virtual, nesta sexta-feira (28), às 16h, pela live “CUT: 37 anos de histórias e conquistas”.
Skip to content