CPI da Previdência: Brasil tem um dos menores gastos com Previdência do mundo

    Está em curso, no Senado Federal, o ciclo de audiências públicas da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Previdência. Nesta segunda-feira (8), a CPI está realizando a segunda audiência pública, a qual trata das falhas na Seguridade Social. Para isso, ouve professores universitários. A CPI investiga a contabilidade da Previdência Social e deverá também analisar e votar o plano de trabalho elaborado pelo relator, senador Hélio José (PMDB-DF).

    Na audiência desta segunda, a situação das receitas e despesas previdenciárias está sendo debatida por cinco convidados: as professoras Denise Lobato Gentil, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Rivânia Moura, da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN); e Eli Iola Gurgel de Andrade, da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG); Guilherme Delgado, consultor da Comissão Brasileira de Justiça e Paz; e Clóvis Scherer, coordenador adjunto do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese).

    Nova legislação

    A CPI da Previdência foi instalada no final de abril e teve como motivação a discussão em torno do projeto de Reforma da Previdência no Congresso Nacional. Segundo pontuou Hélio José na justificativa do plano, “é imprescindível conhecer detalhadamente a situação das receitas e despesas da Seguridade Social e, mais especificamente, o seu braço previdenciário, para que se possa construir uma justa legislação que atenda aos anseios de todos.”
    O cronograma de atividades prevê audiências públicas, a se realizarem entre maio e junho, devendo o mês de julho ser reservado à sistematização dos relatos das audiências e das informações recebidas no período. A conclusão e votação do parecer do relator estão previstas para agosto.
    Para assistir diretamente do site do Senado, basta clicar nos links a seguir:

    COMO ACOMPANHAR E PARTICIPAR

    Participe:
    http://bit.ly/audienciainterativa
    Portal e-Cidadania:
    www.senado.gov.br/ecidadania
    Alô Senado (0800-612211)