Coletivo de Comunicação da CUT Brasília traça estratégias de fortalecimento da imprensa sindical

Em tempos de golpe e de constantes ataques aos trabalhadores, a comunicação sindical tem se mostrado um instrumento essencial na disputa de narrativas e conscientização das bases trabalhistas. Nesse sentido, o Coletivo de Comunicação da CUT Brasília se reuniu na manhã desta terça (14) para traçar estratégias de diálogo com a classe trabalhadora, e deliberou uma série de ações a serem realizadas no próximo período.
O primeiro passo da CUT será o mapeamento das imprensas dos seus sindicatos filiados para, em seguida, buscar a melhor maneira de integrar e fortalecer os trabalhos.
“Apesar das peculiaridades de cada segmento, nós, do movimento sindical, lutamos pela mesma causa. Por isso, é importante que os nossos trabalhos estejam em harmonia e que uma categoria esteja consciente das adversidades enfrentadas pelas outras”, explicou o diretor de comunicação da CUT Brasília, Marcos Junio.
Em seguida, ficaram deliberadas oficinas periódicas para debater diversos temas pertinentes ao movimento sindical. Além disso, pretende-se realizar um amplo seminário com dirigentes e jornalistas, em meados de novembro, para a consolidação de uma política de comunicação integrada.
“Todas essas ações têm como principal finalidade conciliar os trabalhos de comunicação realizados pelos sindicatos. Precisamos ter em mente que a imprensa sindical é um instrumento de sensibilização, mobilização e, sobretudo, de formação dos trabalhadores. Em um país com os meios de comunicação cada vez mais concentrados, faz-se urgente fortalecermos nossos espaços”, finalizou o presidente-interino da CUT Brasília, Rodrigo Rodrigues.

Skip to content