CNTE e IEAL realizam Encontro Internacional de Funcionários/as da Educação

Após a realização do 9º Encontro Nacional de Funcionários da Educação, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), realiza em Ipojuca/PE, nos dias 9 e 10 de março, o Encontro Internacional de Funcionários/as da Educação da CNTE e IEAL (Internacional da Educação para América Latina), com o tema “A escola como espaço educativo integral: funcionários, profissionais, técnicos e administrativos da educação”. A atividade conta com 300 participantes de 29 sindicatos afiliados à CNTE, e representantes de 8 países latinoamericanos: Costa Rica, El Salvador, República Dominicana, Nicarágua, Uruguai, Argentina, Chile e Honduras.
Durante a abertura do Encontro, em mesa conduzida pelo Coordenador Regional da IEAL, Combertty Rodriguez, o Presidente da CNTE, Roberto Franklin de Leão, saudou aos presentes: “Temos que estar unidos, pois somos todos trabalhadores e trabalhadoras da educação. Esse encontro será de grande valia para nossa formação e aperfeiçoamento, as trocas de conhecimento que vão acontecer nesse espaço serão fundamentais para termos êxito em nossas lutas pela educação pública de qualidade socialmente referenciada, em toda a América Latina”, disse.
Em sua fala, Ariovaldo de Camargo, Secretário Adjunto de Relações Internacionais da Central Única dos Trabalhadores (CUT), alertou para a importância de resistir frente aos setores que atacam sistematicamente os projetos de governo democráticos do campo popular na América Latina, e conclamou os representantes internacionais a prestarem solidariedade especialmente no sentido de denunciar a tentativa de golpe no Brasil, num esforço conjunto contra inimigos históricos da educação.
 JOR2048A professora Fátima Silva, Secretária de Relações Internacionais da CNTE e Vice-Presidenta da IEAL, fez um reconhecimento aos avanços que os trabalhadores e trabalhadoras da educação têm alcançado ao longo dos últimos 25 anos, mencionando que poucas organizações têm a compreensão e prática da CNTE que reúne sob a mesma representatividade funcionários administrativos e da área pedagógica, num processo de construção de unidade. “Esse encontro é parte da estratégia da CNTE e IEAL para valorização de quem faz a escola pública no continente, para unidos e unificados defendermos a democracia, autonomia e diversidade”, contou.
O presidente do Comitê Regional da IEAL e Secretário Geral da CTA/Argentina, Hugo Yaski, fez a análise de conjuntura do continente, com atenção especial aos momentos políticos vivenciados no Brasil e Argentina: “Temos que combater a instalação de governos que não têm a lógica de trabalhar para reduzir as desigualdades e construir uma sociedade igualitária. E nossa tarefa é fortalecer a unidade no campo popular, defender nossos líderes progressistas, pois cada golpe contra eles será um golpe contra nós e a classe trabalhadora não nasceu para ser subjugada”, finalizou.
Após a análise de conjuntura, foi aberto o debate para a plenária, um momento de fazer os contrapontos entre a realidade que a Argentina vive hoje, após a derrota recente da esquerda nas eleições presidenciais, e o clima de instabilidade política e econômica que é fomentado no Brasil por setores que buscam seus interesses financeiros em detrimento da classe trabalhadora. Foi momento, por exemplo, de ouvir o depoimento emocionado de Ironei de Oliveira, que atua como Agente Educacional no estado do Paraná. Ele é formado pelo programa Prófuncionário como Técnico em Infraestrutura do Meio Ambiente Escola, e contou como os programas sociais Fome Zero e Minha Casa Minha Vida, do governo federal, permitiram que ele educasse sozinho, os três filhos e permitiu mantê-los com segurança, vislumbrando um futuro de possibilidades reais, sem fome e com moradia digna. “Como trabalhadores da educação somos responsáveis por impedir qualquer retrocesso nos nossos direitos, temos que nos unir cada vez mais para defender o projeto de governo que olha para a classe trabalhadora e nos dá as condições necessárias para sustentar nossas famílias”, disse Ironei.
Hoje ainda, os participantes do encontro poderão conhecer a realidade dos funcionários, profissionais, técnicos e administrativos da educação nos outros países latinoamericanos presentes e também explorar e debater um pouco sobre o papel que os sindicatos desempenham na conquista e garantia de direitos para a categoria.
Participam pela CNTE o presidente Roberto Franklin de Leão e os diretores: Fátima Silva, Marta Vanelli, Edmílson Lamparina, Marilda de Abreu Araújo, Selene Michielin Rodrigues, Zezinho Prado, Joaquim Juscelino Linhares Cunha, Ísis Tavares Neves, Alvísio Jacó Ely, José Valdivino de Moraes e Candida Beatriz Rossetto. Os vinte e nove (29) sindicatos representados são: SINTEAC/AC, SINTEAL/AL, APLB/BA, SISE/Campo Formoso-BA, APEOC/CE, SINDIUTE/Fortaleza-CE, SAE/DF, SINDIUPES/ES, SINTEGO/GO, SINPROESEMMA/MA, SindUTE/MG, FETEMS/MS, SINTEP/MT, SINTEPP/PA, SINTEP/PB, SINTEPE/PE, SINPROJA/Jaboatão do Guararapes-PE, SINPMOL/Olinda-PE, SINPC/Cabo de Santo Agostinho-PE, SINTE/PI, APP/PR, SINTE/RN, SINTERO/RO, SINTER/RR, CPERS/RS, SINTERG/Rio Grande-RS, SINTE/SC, AFUSE/SP e a Oposição SEPE/RJ.
PROGRAMA
Quarta-feira, 09 de março
09:00-09:30 Abertura
09:30-10:00 Objetivo e metodologia da atividade
10:00-11:30 Análise de conjuntura da América Latina – Hugo Yasky (Presidente do Comitê Regional da Internacional da Educação para América Latina e Secretário Geral da CTA/Argentina)
11:30-12:30 Debate
12:30-14:00 Almoço
14:00-16:30 Como se organizam os/as funcionários/as nos países participantes e seus desafios. Apresentação das organizações dos países participantes.
16:30-17:30 A importância da identidade profissional dos funcionários, profissionais, técnicos e administrativos da educação e o papel dos sindicatos – Guelda Oliveira Andrade (Mestra em Educação e Diretora do SINTEP/MT)
17:30-18:00 Debate
Quinta-feira, 10 de março
09:00-10:00 Contribuição da CNTE/Brasil: Aspectos conceituais de funcionários, profissionais, técnicos e administrativos da educação – Dr. João Monlevade
10:00-11:00 Debate
11:00-12:00 Como se organizam os funcionários, profissionais, técnicos e administrativos da educação – Combertty Rodriguez (Coordenador da Internacional da Educação)
12:00-13:30 Almoço
13:30-15:30 Trabalho em grupos – Qual deve ser a estratégia futura para organizar e incorporar os funcionários, profissionais, técnicos e administrativos da educação
15:30-17:00 Apresentação dos trabalhos em grupo e debate
17:00-17:30 Encerramento
Veja as fotos do evento na página oficial da CNTE no Facebook.

Skip to content