Contracheque de abril consolida avanços importantes para a categoria

O contracheque de abril de professores(as) e orientadores(as) educacionais das escolas públicas do DF traz a incorporação do auxílio saúde (R$ 200) ao vencimento, além da última parcela do reajuste salarial conquistado pela categoria em 2012, devida desde setembro de 2015. Os novos valores refletem em todas as gratificações recebidas pela categoria.

“Isso mostra que estamos no caminho certo e que temos que intensificar nosso processo de mobilização para avançar na recomposição salarial e nas pautas pedagógicas”, avalia a diretora do Sinpro-DF Rosilene Corrêa.

Leitura do contracheque
Ao abrir o contracheque de abril, professores(as) e orientadores(as) educacionais se depararam com o valor do auxílio saúde (R$ 200) em uma linha em separado. O formato induz a categoria a entender que o benefício não está incorporado ao vencimento e, portanto, sem refletir nas gratificações. Entretanto, o auxílio saúde está incorporado ao vencimento e com reflexo na Gaped/Gase e demais gratificações.

Abaixo, veja o passo a passo de como verificar se sua Gaped/Gase está atualizada. O mesmo procedimento poderá ser feito com todas as outras gratificações, considerando o valor percentual específico de cada uma delas. O passo a passo confirma também a incorporação do auxílio saúde ao vencimento.

Passo a passo:

1 – Some R$ 200 (valor do auxílio saúde) ao seu vencimento bruto;

2 – Em cima deste resultado, aplique 30% (percentual correspondente à Gaped/Gase);

3 – O resultado obtido corresponde ao valor da Gaped/Gase, já com o reflexo do auxílio saúde incorporado ao vencimento;

5 – Compare o valor atual da Gaped/Gase com o valor registrado no mês anterior.

“O cálculo com as gratificações confirma que o auxílio saúde foi incorporado ao vencimento. Isso porque, caso o benefício não estivesse incorporado, não haveria alteração no valor de nenhuma gratificação”, explica o diretor do Sinpro-DF Cláudio Antunes.

O contracheque professora Sandra Ramos* exemplifica que o contracheque do mês de abril, embora traga uma leitura equivocada, apresenta a incorporação do auxílio saúde, com reflexo do valor sobre todas as gratificações.

No caso da professora, no contracheque do mês de março, o valor da Gaped era de R$ 1.380,34. Já em abril, a mesma gratificação ficou em R$ 1.495,92. É importante ainda ressaltar que, na folha do mês quatro, o valor do vencimento é apresentado com o percentual da última parcela do reajuste salarial conquistado em 2012, devida desde setembro de 2015.

Contracheque didático
A Secretaria de Educação informou ao Sinpro-DF que, com a incorporação do auxílio saúde ao vencimento, o sistema de pagamento da categoria do magistério público do DF está sendo atualizado. O objetivo é tornar o contracheque mais didático. Com isso, o documento do mês de maio já virá adaptado, com o valor do auxílio saúde expresso diretamente no vencimento.

Professores em contratação temporária
No caso dos professores(as) em regime de contratação temporária, o contracheque do mês de abril apresenta o valor do vencimento atualizado, com a incorporação do auxílio saúde. Entretanto, nas outras linhas, foram verificadas alterações que geram oscilações no documento.

Segundo a Secretaria de Educação, em breve, será lançada nota explicativa sobre como a leitura do contracheque deve ser feita.

*O nome da fonte é fictício para garantir a privacidade da professora. Todos os outros dados são reais