Professoras/es afastados ou cedidos devem acompanhar de perto progressão na carreira

Professoras/es cedidas/os ou em regime de afastamento remunerado para licença política ou estudo deverão ficar atentas/os à aplicação da progressão vertical (tempo de serviço ou mérito) na carreira. Caso esteja previsto mudança de padrão no período de cessão ou afastamento, a progressão deverá ser solicitada pela/o própria/o professora/or.

A solicitação de progressão deverá ser feita um mês antes da data prevista para a alteração do padrão, diretamente com a Gerência de Cadastro e Evolução Funcional (GEVOF), pelo telefone 3901-2274.

O acompanhamento de perto é necessário devido a limitações do sistema específico disponibilizado pela Secretaria do Estado de Educação do DF. Ele não faz a identificação automática do cumprimento de critérios para mudança de padrão – e consequente progressão – para professoras/es afastadas/os ou cedidas/os.

“Esse alerta é muito importante, pois, só de professoras e professores em regime de afastamento para estudo, são liberados 250 por ano”, alerta o diretor de Imprensa do Sinpro-DF Cláudio Antunes.

O Plano de Carreira do Magistério Público do DF permite progressão vertical até o padrão 25, último da carreira. Portanto, professoras/es que já tiverem atingido este padrão não necessitam ficar atentas/os à progressão.

A progressão vertical é feita por tempo de serviço e/ou por mérito (cursos na área de educação). Clique aqui e saiba mais sobre a progressão vertical,

Skip to content