16 dias de ativismo: a educação não tolera a violência contra a mulher

2020 11 25 campanha fim violencia mulheres site

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) lança nesta quarta-feira (25) a campanha que dá início aos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência contra as Mulheres – movimento internacional que ocorre anualmente de 25 de novembro a 10 de dezembro. Neste dia 25 é celebrado o Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres, e a CNTE reforça em suas peças de divulgação a mensagem: “A educação não tolera a violência contra a mulher”. 

campanha fim violencia mulheres capa face 2020
Capa Facebook

A Organização das Nações Unidas alerta que neste ano de 2020, com as restrições mundiais impostas pela pandemia do novo coronavírus, nenhum país fica à margem da explosão colateral de agressões machistas e o fenômeno da violência contra a mulher se agravou em todo o mundo. No Brasil, desde que a pandemia de coronavírus começou, 497 mulheres perderam suas vidas. O dado faz parte do projeto Um Vírus e Duas Guerras, realizado por parceria entre sete veículos de jornalismo independente. De acordo com esse levantamento, o país registrou um feminicídio a cada nove horas entre março e agosto, com uma média de três mortes por dia. São Paulo, com 79 casos, Minas Gerais, com 64, e Bahia, com 49, foram os estados que registraram maior número absoluto de casos no período. No total, os estados que fazem parte do levantamento registraram redução de 6% no número de casos em comparação com o mesmo período do ano passado. O projeto Um Vírus e Duas Guerras também aponta subnotificação pois confinadas com companheiros, mulheres não conseguem denunciar agressões

Diante deste quadro, a educação tem um papel fundamental no combate ao feminicídio na formação de cidadãos e cidadãs dentro das escolas. A CNTE promove um trabalho permanente em defesa da vida das mulheres em todos os espaços em que atua. Entre as iniciativas adotadas, a CNTE mantém o site Saber Amar é saber respeitar, com conteúdos voltados para professores/as que querem trabalhar questões de gênero na sala de aula, e publica ações nas redes sociais estimulando o debate sobre a erradicação da violência contra a mulher.

>> Acesse os materiais da campanha deste ano.

campanha fim violencia mulheres feed quadrado 2020
Card para feed/linha do tempo do Facebook/Instagram/Whats App – Quadrado 

campanha fim violencia mulheres post feed vertical
Card para feed/linha do tempo do Facebook/Instagram/Whats App – Retangular/Vertical

campanha fim violencia mulheres capa tt 2020
Card para capa de Twitter 

campanha fim violencia mulheres capa face 2020
Card para capa de Facebook

campanha fim violencia mulheres post tt 2020
Card para feed/linha do tempo do Twitter

campanha fim violencia mulheres post feed vertical
Card para Stories do Facebook/Instagram/Whats App

 

Fonte: CNTE

Skip to content