Por administrador em 05/fev/2014

Seis mil crianças de 0 a 5 anos ficam sem vagas no Distrito Federal



Segundo a Secretaria de Educação, o DF apresenta uma demanda reprimida para atendimento de crianças de 0 a 5 anos

Nem todas as crianças que poderiam estar na Escola, porém, vão conseguir ir para as aulas este ano. Segundo a própria Secretaria de Educação, o DF apresenta uma demanda reprimida para atendimento de crianças de 0 a 5 anos.

Por isso, cerca de seis mil delas ficarão sem atendimento, pelo menos no primeiro semestre deste ano. Para tentar diminuir essa demanda, o GDF está construindo 112 Creches, chamadas de Centro de Educação da Primeira Infância (Cepi): 43 serão inauguradas no primeiro semestre desse ano e as outras 69 unidades, até dezembro. A secretaria informou ainda que atendimento na Educação infantil será universalizado.

No total, são 262 unidades públicas que atendem essa faixa etária e as unidades conveniadas aumentaram de 57 para 65, atendendo mais de 45 mil estudantes dessa idade em 2014.

INAUGURAÇÃO
Está prevista para a próxima segunda- feira a inauguração do primeiro Cepi do DF, em Sobradinho II. A Creche irá atender crianças de 0 a 5 anos, em tempo integral, e conta com 112 vagas. Mas alguns problemas estão incomodando quem mora na região e busca por uma vaga. “Estão vindo muitas pessoas de outras cidades.

Além disso são poucas vagas para muitas pessoas”, disse a dona de casa Domingas Dias. Para a cabeleireira Mônica Brasil, moradora da Vila Rabelo, a Creche é importante, mas fica longe de casa. “A prioridade é para Sobradinho e, nós, da Vila Rabelo, ficamos sem”, comentou.

Fonte: Jornal de Brasília (DF)

 

Imprimir