Por administrador em 25/fev/2010

Roriz nunca mais, nós não somos bobos



“É tão vergonhoso, é tão escandaloso, e eu fico numa indignação, eu fico numa vergonha. Meu Deus do céu, como pode chegar nisso aí?”, diz Roriz, em uma das 30 inserções que o PSC exibe nesta semana e que vai ao ar apenas no Distrito Federal. “Por outro lado, eu vejo firmeza na Justiça. A Justiça vai punir, a Justiça vai fazer como ela está fazendo. Então, eu fico… Por um lado, eu fico com profunda decepção, por outro, cheio de esperança que a Justiça cumpra seu dever…”, complementa o ex-governador.
Seria risível, se não revelasse o cinismo do senhor Roriz, que é padrinho político de Arruda e amigo mais do que íntimo do dublê de cineasta e operador de caixa dois, senhor Durval Barbosa. Será que ele não tem vergonha de tanta cara de pau? Se todos nós sabemos que o Durval foi empregado de Roriz na Codeplan, que foi Roriz que apresentou Durval ao Arruda, enfim, se sabemos que esse esquema foi montado por ele.
Vale lembrar que o ex-governador deixou o PMDB logo após sua renúncia ao Senado por conta de um negócio escuso envolvendo o empresário Nenê Constantino, que poderia render-lhe a cassação por quebra de decoro parlamentar. Na época, Roriz desfiliou-se do partido e disse que o PMDB não lhe dava o apoio necessário para viabilizar sua candidatura ao GDF.

Imprimir