Por administrador em 29/jun/2009

Programa do MEC quer formar professores sem graduação



O Ministério da Educação (MEC), por meio do Programa de Apoio à Formação Superior em Licenciatura em Educação do Campo (Procampo), pretende formar aproximadamente 30 mil professores sem graduação que lecionam em escolas rurais. Universidades públicas federais, estaduais e municipais podem aderir ao projeto, e os interessados podem enviar suas propostas para o Programa até terça-feira, 30.
O incentivo para as universidades é a transferência de R$ 240 mil por ano para cada turma de 60 cursistas que a instituição organizar, durante quatro anos. O Procampo apóia a implementação de cursos regulares de Licenciatura em Educação do Campo nas instituições públicas de ensino superior de todo o País, voltados especificamente para a formação de educadores para a docência nos anos finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio nas escolas rurais.
De acordo com as informações divulgadas pelo Ministério da Educação (MEC), o modelo básico do curso – tempo de duração, currículo e regime de alternância – deve ser seguido pelas universidades que participarão da expansão da educação no campo. O curso será de quatro anos, desenvolvido em oito etapas semestrais.
O cadastro das instituições na Rede de Educação para a Diversidade deve ser efetuado pela internet, mas os planos de trabalho devem ser enviados pelos Correios para o seguinte endereço: Diretoria de Educação para a Diversidade e Cidadania – Coordenação-Geral de Educação do Campo (SGAS Quadra 607 – Lote 50 – Edifício CNE – Sala 104 – CEP 70200-670 – Brasília-DF).

Imprimir